Bitcoins batem novo recorde após suspensão de projeto de expansão

Por Redação | 09 de Novembro de 2017 às 11h47
público

As Bitcoins chegaram a uma nova alta histórica nesta quarta-feira (08), chegando a um valor de US$ 7.895 depois da notícia da suspensão, em caráter indefinido, de um projeto de expansão que duplicaria os blocos de geração de moedas. Após a revelação da notícia, chegou a operar com uma alta de 11%, mostrando o apoio da comunidade e investidores à manutenção do sistema como ele é hoje.

Foi justamente esse o motivo que levou os apoiadores do hard fork, chamado também de SegWit2x, a abandonarem o projeto. De acordo com Wences Casares, CEO da Xapo, uma das principais fomentadoras das Bitcoins como uma moeda de uso comum e oportunidade de investimento, a falta de consenso entre a comunidade levou à suspensão indefinida da divisão, que estava marcada para acontecer em 16 de novembro.

A ideia do projeto era trazer escalabilidade às moedas virtuais por meio de uma duplicação dos blocos que garantem a geração e validação das Bitcoins. Hoje, eles suportam 1 MB em registros de transação, com a ideia do SegWit2x sendo levá-los a 2 MB, com sequências diferentes e bifurcadas que, na prática, criaria uma espécie de clone das moedas, que operaria de forma independente da original.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Foi justamente essa a questão que causou divisão na comunidade. Em discussão desde maio de 2014, o projeto estava agora em seus estágios finais de implementação. Mas o apoio de apenas 30% dos usuários levou os proponentes a repensarem a ideia. Diante das críticas que se tornavam cada vez mais ferrenhas à medida que se aproximava o prazo de aplicação, surgiu a iniciativa de suspender indefinidamente o hard fork.

Em uma carta assinada por Casares e outros responsáveis pela iniciativa, entretanto, fica claro o desejo de não matar completamente o projeto. Pelo contrário, o texto aponta claramente para o fato que, na medida em que as moedas virtuais vão se tornando mais populares, a necessidade de mais escalabilidade se tornará “óbvia”. Entretanto, o grupo afirma estar deixando a proposta de atualização de lado até que essa seja a vontade da comunidade global.

O que se percebe, na análise da resposta ao SegWit2x, é que existem dois lados bem claros nessa questão. De um lado parecem estar as empresas de investimento, startups de Bitcoins e fazendas de mineração, que teriam muito a ganhar com um aumento na escala das moedas virtuais. De outro, e compondo a maior parte da base, estão os usuários, que temem uma queda no valor do criptodinheiro e uma dispersão em termos de normas e usabilidade.

Resta saber apenas se, em algum momento, as duas partes conversarão novamente. Esse parece ser o desejo dos proponentes da divisão, enquanto o restante da comunidade não apenas parece permanecer irredutível, mas também comemora a suspensão da ideia.

Fonte: Wences Casares (Twitter)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.