Bitcoin se recupera de baque chinês e volta ao patamar de US$ 4.000

Por Redação | 18 de Setembro de 2017 às 16h44

Depois de ter caído a US$ 3.000 na sexta-feira (15), o bitcoin se recuperou e já bateu nos US$ 4.000 nesta segunda-feira (18), uma alta de mais de 30% em relação ao menor valor registrado na semana passada. Essa é a cotação da Bitstamp, plataforma de troca de moeda digitial.

A queda anterior foi provocada pela confirmação dos rumores sobre o fechamento das exchanges de criptomoedas na China. O bitcoin perdeu cerca de 40%, na comparação com o valor máximo atingido, de US$ 5.000.

Veja o gráfico que mostra a recuperação da moeda virtual.

Já na China, o bitcoin continua em baixa, com cotações equivalentes a US$ 3.300 — ágio de -16%, na OKCoin. A exchange chinesa continua em operação até o fim de outubro, depois da ordem dos reguladores locais de que todas as casas deveriam fechar por estarem operando sem licença.

No Brasil, o bitcoin também se recupera e alcança o valor de R$ 15 mil, depois de chegar a valer R$ 12 mil na semana passada (cotações da Foxbit).

Fonte: CoinDesk via Portal do Bitcoin

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.