Sony: ataque hacker sofrido no ano passado pode virar documentário

Por Redação | 03 de Junho de 2015 às 12h35

A Sony Pictures sofreu um ataque hacker em novembro do ano passado e teve diversos dados sigilosos vazados, como emails, scripts de filmes, informações pessoais, entre outros. O cibercrime teria sido motivado pela produção do filme "A Entrevista", que satirizava o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un e, obviamente, o país asiático seria o principal suspeito pelos ataques.

Mais de sete meses e muitos problemas depois do ocorrido, um relatório do site The Hollywood Reporter aponta que a história pode estar sendo transformada em um filme pela própria Sony, com a participação de Jehane Noujaim e Karim Amer, responsáveis pelo documentário "The Square", da Netflix.

O documentário deve abordar como aconteceu o ataque hacker, mas ainda não se tem informações exatas de quem são os cibercriminosos. Entre as diversas teorias envolvidas, além da Coreia do Norte, que é a sugestão mais provável, também há suspeitas de que o ataque foi feito internamente por funcionários da companhia. Na época, um grupo de hackers chamado de Guardiões da Paz assumiu a responsabilidade, mas nada foi comprovado.

Segundo Amer, a história da Sony é um fato histórico e pode ser comparado, em grandiosidade, a um "11 de setembro dos ciberataques", pois as consequências serão sentidas ainda por muitos anos. O documentário também deve explorar questões gerais referentes à segurança cibernética.

Fonte: Ubergizmo

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!