Apple Watch: Tim Cook promete que relógio chegará a mais países em junho

Por Redação | 28 de Abril de 2015 às 11h00
photo_camera Divulgação

Enquanto Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido, França e vários outros países já podem aproveitar tudo o que o Apple Watch tem a oferecer, outras localidades ainda aguardam a chegada do relógio inteligente da Apple. No entanto, a empresa de Cupertino não quer que essa espera se estenda e já planeja uma segunda etapa de lançamento do gadget para outras regiões.

De acordo com o CEO da empresa, Tim Cook, a previsão é disponibilizar o produto em mais localidades já a partir de junho. Durante uma conversa com acionistas durante a entrega do relatório fiscal da companhia, Cook não só prometeu expandir a área de atuação de seu novo dispositivo como normalizar o envio para clientes em países onde ele já foi lançado.

No entanto, o executivo não entrou em detalhes de quais serão os novos mercados a serem atingidos e nem deu uma previsão exata de quando isso deve acontecer. Ainda assim, as poucas informações liberadas foram o suficiente para confirmar alguns rumores que já circulavam sobre uma suposta segunda fase de lançamentos nos próximos meses.

Na semana passada, o site italiano iSpazio afirmou que a Apple estava planejando começar a pré-venda do relógio já em maio, sugerindo que a entrega do gadget para breve. Assim, não é difícil imaginar que o país deve ser um dos próximos a ostentar a novidade em seu pulso.

Se isso realmente se confirmar, a empresa de Cupertino deve seguir um cronograma semelhante àquele que seus fãs já viram em lançamentos anteriores, o que significa que essa segunda fase deve priorizar o restante da Europa, além de alguns países do Oriente Médio. Caso isso aconteça, o Brasil terá que esperar um pouco mais — como sempre.

A grande dificuldade da empresa em relação ao Apple Watch é que ele se enquadra em uma nova categoria de produto e, por isso, sua produção acaba sendo bem mais específica e complexa do que os iPhones e iPads. Além de todos os componentes específicos, a fabricante ainda precisa lidar com todas as particularidades de um relógio, algo com que ela não estava habituada a trabalhar.

Via: Apple Insider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.