Apple Watch faz mercado de smartwatches crescer 457%

Por Redação | 27 de Julho de 2015 às 10h36

Mesmo sem apresentar números, o CEO da Apple, Tim Cook, refutou na semana passada os diversos informes de analistas que diziam que o Watch, o produto mais recente da marca, estava fracassando em vendas. E, agora, dados da consultoria Strategy Analytics vêm para provar não apenas isso, mas também atestar que a chegada do relógio inteligente da Maçã foi responsável por fazer com que o segmento se multiplicasse inúmeras vezes.

Segundo os números da empresa, o mercado de smartwatches cresceu 457% desde que o Apple Watch desembarcou nas prateleiras em abril. Mas não é apenas isso. No período entre seu lançamento e junho, o produto teria obtido vendas maiores que a soma de todos os rivais, mostrando mesmo estar longe do fracasso que muitos consultores afirmavam apenas dias antes.

Segundo a Strategy Analytics, todas as fabricantes de relógios inteligentes do mercado registraram 1,3 milhão de unidades vendidas, sendo a Samsung a maior do período, com 400 mil. A Apple, porém, viu nada menos do que quatro milhões de Watches saindo das prateleiras para os pulsos dos usuários.

Esse total deu a ela a incontestável coroa desse segmento e uma parcela de 75,5% desse mercado. A Samsung vem em segundo lugar, com 7,5%, enquanto todas as demais fabricantes somadas chegam a 17%.

E a expectativa da consultoria é que tais números continuem a crescer, com o domínio da Apple se estendendo cada vez mais. Passado o hype inicial, os usuários mais cautelosos voltam seus olhos para quem já adquiriu o Apple Watch. Com a chegada de novas funções devido a atualizações de sistema operacional e uma disponibilidade maior do produto nas lojas, a tendência é que ele se consolide cada vez mais.

Enquanto os números da Apple sobem, caem os da Samsung. Assim como aconteceu ano passado no mercado de smartphones, a marca viu seu total de relógios vendidos baixar de 700 mil unidades, no segundo trimestre de 2014, para 400 mil neste ano. Além disso, como não poderia deixar de ser, houve queda vertiginosa em sua participação no mercado, que era de 73,6% e, agora, é de apenas 7,5%. Os resultados, porém, já eram esperados devido à chegada do Watch.

Com a revelação dos números, a Strategy Analytics manteve sua previsão inicial de que a Apple será capaz de vender 12 milhões de unidades do relógio inteligente até o fim de 2015. Esse total representa três vezes mais que a soma da concorrência e deve se manter também no ano que vem.

Apesar dos dados serem bastante precisos, eles não são oficiais. A Apple evitou falar em números relacionados ao Watch em sua recente divulgação de resultados financeiros, com Tim Cook afirmando apenas que as vendas do dispositivo, no mês de junho, superaram até mesmo as expectativas da própria empresa e foram maiores que as registradas em seu mês de estreia.

O executivo atribuiu esse movimento a uma disponibilidade maior do Apple Watch ao redor do mundo, além de sua chegada às lojas físicas, onde ele poderia ser, efetivamente, experimentado. O Brasil, por enquanto, não tem uma data prevista para receber o relógio, mas a expectativa é que o lançamento por aqui ocorra em breve.

Fonte: Strategy Analytics

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.