Apple vai construir usina solar de 200 megawatts para consumo próprio

Por Redação | 25 de Janeiro de 2017 às 19h20
photo_camera Reprodução
Tudo sobre

Apple

A Apple está levando a sério seu negócio de energia renovável e acreditando no potencial das fontes alternativas de geração energética para expandir seus negócios. O próximo passo da empresa em direção ao objetivo de manter 100% de suas operações sob dependência de energia renovável acaba de ser dado no estado americano de Nevada.

A companhia revelou hoje que já fechou um acordo com a NV Energy, companhia elétrica local, para construir uma usina solar na região capaz de gerar 200 megawatts de energia elétrica totalmente sustentável. As obras devem começar nas próximas semanas e a usina ficará pronta em 2019. Toda a energia criada com o projeto será direcionada ao data center Reno, da Apple, mas parte do produto será disponibilizada aos moradores da área.

Energia solar, aliás, vem se mostrando um recurso importantíssimo para a empresa, uma vez que alimenta grande parte de seus data centers para reduzir o impacto ambiental causado pelas usinas tradicionais de combustíveis fósseis. As usinas solares da Apple conseguem gerar energia de sobra para alimentar alguns de seus setores durante o dia. Para evitar desperdício, a empresa repassa o excedente a uma companhia elétrica em troca de acesso livre à rede elétrica durante a noite, em caso de falta de alimentação ou blecautes.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

"Investir em fontes de energia limpa é vital para que a Apple mantenha o compromisso de alcançar a meta de 100% de alimentação renovável em todas as suas operações", comenta Lisa Jackson, VP da empresa. "Nossa parceria co a NV Energy ajuda a garantir aos nossos clientes o funcionamento de suas conversas no iMessage e no FaceTime e a interação com a Siri", explica.

No ano passado, a Apple criou sua própria companhia de energia, a Apple Energy LLC, para vender os excedentes a outras companhias de energia elétrica.

Com informações do Cult of Mac

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.