Apple recusa proposta de diversidade por considerá-la trabalhosa e desnecessária

Por Redação | 18 de Janeiro de 2016 às 14h08

O Conselho de administração da Apple rejeitou uma nova proposta que visa aumentar a diversidade no quadro de conselheiros da empresa. De acordo com os executivos, esta é uma medida excessivamente trabalhosa, apesar de a bancada ser predominantemente composta por homens brancos.

Dentre os oito conselheiros da Maçã, existem apenas duas mulheres e um homem negro. A equipe executiva da empresa também é esmagadoramente branca e do sexo masculino. Dentre as 18 posições existentes, apenas três são ocupadas por mulheres – duas delas negras. Os outros 15 cargos são ocupados por homens brancos.

A proposta, apresentada pelo acionista Antonio Avian Maldonado, visa criar uma nova política de recrutamento para mudar e aumentar a diversidade da diretoria e também do conselho da companhia. O texto critica a Apple por ser "muito lenta" para aumentar sua representação de minorias nos perfis de alto escalão e incentiva a Maçã a dar prioridade no recrutamento de hispânicos, afro-americanos, nativo-americanos e assim por diante.

Em uma declaração publicada no último dia 6, antes da reunião dos acionistas em fevereiro, o conselho disse que votou contra a proposta por acreditar que ela ser "muito trabalhosa e por não ser necessário que a Apple demonstre aos acionistas seu compromisso com a inclusão e a diversidade, valores que são fundamentais para a empresa".

A rejeição surge depois de a Apple divulgar um relatório de diversidade em agosto, quando o CEO Tim Cook disse saber "que há muito trabalho a ser feito". Em 2015, a Apple informou que 54% dos seus empregados norte-americanos, incluindo o pessoal do varejo, eram brancos.

"Nossa definição de diversidade vai muito além das tradicionais categorias de raça, gênero e etnia. Ela inclui qualidades pessoais que normalmente não são levadas em conta, como orientação sexual, condição de veterano e deficiência. Quem somos, de onde viemos e o que temos experimentado influencia a maneira como percebemos e resolvemos problemas. Acreditamos na celebração dessa diversidade e investimos nela", declarou Tim Cook na ocasião.

Via The Independent

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!