Apple recebe autorização para testar carros autônomos nas ruas da Califórnia

Por Redação | 17.04.2017 às 10:53

Há cerca de três anos a imprensa tem divulgado notícias sobre um carro elétrico desenvolvido pela Apple - algo que a empresa nunca confirmou ou negou. E mesmo que a companhia guarde esse segredo a sete chaves, tudo indica que a produção de um veículo dentro das instalações da companhia é real e está em estágio avançado. Ainda mais agora que a Maçã conseguiu uma autorização para testar carros autônomos nos Estados Unidos.

Segundo a Reuters, a licença, emitida pelo DMV (Departamento de Veículos Motorizados do Estado da Califórnia) - órgão equivalente ao nosso Detran -, permite que a gigante de Cupertino conduza testes com três automóveis e seis motoristas. Essa licença exige que a empresa cumpra várias determinações, entre elas especificar cada veículo que será testado. Isto, como afirma o site MacRumors, pode sugerir que a entidade já tem algum protótipo pronto para circular pelas ruas.

Vale lembrar que a Apple não foi a única empresa a receber a autorização do DMV. Junto dela, outras 29 companhias também receberam permissão do departamento, incluindo Google, Tesla, BMW, Honda, Ford e Nissan. Todas elas devem apresentar relatórios com descrições detalhadas sobre quantos quilômetros foram percorridos pelos seus carros. Ou seja, se a Apple for mesmo testar algum veículo, em algum momento essas informações devem aparecer na internet.

Além disso, obter a licença do DMV não significa necessariamente que a Apple está construindo um carro. Segundo Chris Theodore, presidente da consultoria Theodore & Associates e ex-vice-presidente da Ford Motor Company e Chrysler, a companhia pode estar interessada em testar hardware ou software associados com tecnologia autônoma, o que poderia ser incluso em automóveis fabricados por outras empresas. A Bloomberg alega que, num primeiro momento, a Maçã quer testar um software próprio para carros autônomos, mas em modelos que já existem.

O projeto de carro elétrico da Apple estaria em desenvolvimento há anos, mas só a partir de 2014 é que os rumores ganharam força após a entidade iniciar uma onda de contratações. Entre elas, estão vários engenheiros da A123, fabricante de baterias para veículos elétricos, e outros profissionais que antes eram funcionários da Tesla Motors, incluindo Jamie Carlson, ex-engenheiro sênior da companhia. Outros nomes envolvidos no projeto são Megan McClain, ex-engenheira da Volkswagen; Sanjai Massey, engenheiro da Ford com experiência no desenvolvimento de veículos conectados e automatizados; e Doug Betts, ex-diretor do grupo Chrysler, que chefiava a área de controle de qualidades de automóveis.

Especula-se que a produção do chamado "Apple Car" deve ter início entre 2019 e 2020.

Fontes: Reuters, MacRumors, Bloomberg