Apple perdeu o prazo para pagar 13 bilhões de euros devidos à Irlanda

Por Redação | 31 de Janeiro de 2017 às 16h54

A Apple não terminou de pagar os 13 bilhões de euros que deve à Irlanda referentes a benefícios fiscais concedidos ilegalmente no país. De acordo com a União Europeia (UE), o prazo final para acerto das contas se encerrou no dia 03 de janeiro.

"Continuamos fazendo progressos no caso de recuperação da Apple com a plena cooperação da empresa e da Comissão da UE", disse um porta-voz do Ministério das Finanças da Irlanda por meio de comunicado.

Margrethe Vestager, a Comissária Europeia responsável pela concorrência na região, explicou que esse é realmente um procedimento complicado, afinal, é uma grande soma em dinheiro. Para ela, diferentemente de outros casos em que empresas são obrigadas a pagar alguns milhões de dólares, a Apple pode "levar um pouco mais de tempo" para liberar a grana devida.

A recuperação do dinheiro por parte da Irlanda foi imposto pela própria UE, que criticou os auxílios estatais adotados pelo país perante grandes multinacionais. Isso porque a Irlanda mantém uma política fiscal diferenciada de outros lugares da Europa a fim de atrair as sedes de gigantes norte-americanas do mercado da tecnologia.

Cobrando menos impostos que o restante do continente, o país tem em seu território empresas como Google, Facebook, Microsoft e Apple, preferindo abrir mão da tarifação em prol da geração de emprego, por exemplo. O problema é que a Comissão Europeia não gostou dessa história e considerou os subsídios oferecidos pelo país ilegais. Agora, Apple e a própria Irlanda estão lutando nos tribunais para reverter a situação, mas enquanto isso a empresa precisa pagar o que é devido.

Depois de realizar algumas manobras para tentar se livrar do pagamento bilionário de impostos atrasados na Europa, recentemente a Apple foi chamada pelo Comitê de Finanças da Irlanda para falar sobre a situação fiscal da empresa na UE. No entanto, o CEO Tim Cook recusou o convite.

Via CNBC

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.