Apple patenteia tecnologia que remove palavrões de músicas em tempo real

Por Redação | 13.04.2016 às 07:11

A Apple registrou uma nova patente que prevê a censura automática de palavrões e obscenidades de músicas enquanto elas estão sendo reproduzidas por serviços de streaming. Chamada de “Management, Replacement and Removal of Explicit Lyrics During Audio Playback” (“Gestão, Substituição e Remoção de Letras Explícitas Durante a Reprodução do Áudio”, em tradução livre), o registro descreve um sistema para, como o próprio nome sugere, detectar e remover trechos censuráveis de faixas musicais.

O documento na verdade foi feito em setembro de 2014, mas revelado somente agora. Nele, a Maçã diz que a tecnologia é capaz de substituir as tais palavras com os clássicos sons de “bip”, ou ainda trocar as palavras explícitas por alternativas toleráveis a todos os perfis - incluindo crianças.

A patente, contudo, não é limitada apenas às músicas, podendo ser usada também para diversos arquivos de áudio - desde podcasts até audio books. Por exemplo, caso uma criança esteja ouvindo a versão em áudio de um livro, a Apple seria capaz de substituir trechos com conteúdo sexual inapropriado para aquela faixa de idade por outros liberados a pessoas de todas as idades.

Parece ser uma ideia bacana para proteger crianças de conteúdos que seus pais consideram inadequados, mas - pelo menos até então - a companhia de Cupertino ainda não anunciou se desenvolverá, de fato, essa tecnologia ou se continuará apenas no registro de patentes para que nenhuma outra empresa do setor tecnológico “roube” suas ideias.

Fonte: Business Insider