Apple patenteia sensor de movimento capaz de digitalizar corpo do usuário

Por Redação | 19.01.2016 às 12:15
photo_camera Divulgação

A Apple obteve o registro da patente de um software capaz de mapear o corpo de uma pessoa com o apoio de uma câmera. A coisa toda funcionaria como o Kinect, da Microsoft, ou seja, um sensor capaz de identificar a presença de um corpo humano e também os seus movimentos. A tecnologia da Maçã, porém, consegue ir além e “digitaliza” o seu esqueleto a fim de reproduzi-lo digital e tridimensionalmente dentro de um computador.

Descrita como “mapa de profundidade”, esta ferramenta é capaz de obter informações biométricas do corpo analisado, como altura e identificação automática das partes do corpo (braços, pernas, cabeça etc.), além de identificar a sua movimentação. A nova tecnologia trabalha reconstruindo cada ponto identificado pela câmera em forma de pixel em uma imagem 2D. Ao final, o sistema é capaz de processar tudo e criar um boneco virtual tridimensional.

Sensor patenteado Apple

Sensor capaz de digitalizar um corpo humano foi registrado pela Apple. (Foto: Reprodução/USPTO)

Sensor patenteado Apple

Passo a passo do modo de funcionamento do mapa de profundidade da Apple. (Foto: Reprodução/USPTO)

“O mapa de profundidade tem a forma de uma imagem na qual os valores em pixel indicam as informações topográficas (de um corpo) em vez de usar o brilho e/ou cor”, informa o documento disponível no setor de registros e patentes dos Estados Unidos. Ainda não está claro qual será a finalidade disso dentro dos projetos da Apple, mas as principais apostas são a utilização em games ou então em realidade virtual/aumentada.

Fonte: USPTO