Apple não vai mais dizer quanto gasta com propaganda

Por Redação | 27 de Novembro de 2016 às 22h11

A Apple decidiu por parar de informar quanto gasta com publicidade. A atitude foi confirmada pelo relatório anual da empresa arquivado na Comissão de Valores Mobiliários e Câmbio dos Estados Unidos em outubro.

O documento não dá nenhuma explicação para a decisão, e sequer traz números dos gastos da companhia com publicidade ao longo de 2016.

Apesar disso, especula-se que a decisão está relacionada ao fato de que a Maçã terminou 2016 com a menor margem operacional desde 2009 - o que acabou forçando mais investimentos para impulsionar sua receita total.

Segundo os analistas da Wells Fargo, tornar secretos seus gastos com publicidade não afetará os negócios da Apple em termos financeiros. O que vai acontecer é que será mais difícil rastrear os gastos da companhia com anúncios e propagandas.

Gráfico da Wells Fargo mostra como têm evoluído os gastos da Apple com publicidade ao longo dos últimos oito anos fiscais. Empresa gasta cada vez mais para manter suas receitas estáveis (Reprodução: Wells Fargo)

Desde 2008, ano após ano, a fabricante do iPhone vem aumentando seus gastos com publicidade. "Pela lógica, é possível afirmar que a Apple vai bater um novo recorde de gastos com publicidade em 2016", defendeu o Business Insider.

É uma decisão que pode soar um tanto estranha, mas que nos Estados Unidos é perfeitamente normal. Empresas com oferta pública de ações não são obrigadas a informar quanto gastam com propagandas, numa decisão que também pode estar relacionada a motivos competitivos.

Via Business Insider, SEC

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.