Apple inaugura primeira faculdade voltada para programação em Swift

Por Redação | 06 de Outubro de 2016 às 12h19

A Apple deu início ao seu projeto de fomentar o surgimento de aplicativos de maior qualidade na App Store com a inauguração da primeira iOS Developer Academy em Nápoles, Itália, nesta quinta-feira (06).

Trata-se de uma faculdade construída e patrocinada pela Apple em parceria com a Universidade Federico II que irá ensinar as melhores práticas e técnicas de programação usando a linguagem Swift. Ao todo, 200 estudantes foram selecionados entre 4.000 interessados para participar das duas primeiras turmas, que terão duração de nove meses. A primeira delas iniciará suas atividades em janeiro de 2017, enquanto a segunda começará em junho.

Fachada do prédio do campus de San Giovanni toda em vidro foi feita pela Apple. Prédio abrigará iOS Developer Academy da empresa.

Fachada do prédio do campus de San Giovanni toda em vidro foi feita pela Apple. Prédio abrigará iOS Developer Academy da empresa (Fotografia: The Guardian)

O curso é ofertado gratuitamente e fornecerá aos estudantes acesso a MacBooks, iPhones e iPads de última geração. Tudo isso graças ao investimento massivo feito pela companhia norte-americana e pela instituição italiana de ensino: cada uma desembolsou o equivalente a US$ 5,5 milhões para dar vida ao projeto.

Desenvolvendo desenvolvedores

Com o início das atividades da iOS Developer Academy, a Apple espera formar desenvolvedores capazes de criar os melhores apps para seus dispositivos móveis.

Para isso, o ambiente de aprendizado parece ser de outro mundo. As salas de aula não só dispõem dos equipamentos necessários para o aprendizado como também contam com sofás e áreas de descanso. A expectativa da Maçã é que essas características encorajem os estudantes a colaborarem entre si. "A Apple acredita que todas essas atividades, de aprendizado e de descanso, ajudam a assegurar que os conceitos são absorvidos e compreendidos da melhor forma", disse Leopoldo Angrisani, um dos professores responsáveis por tocar o programa na universidade, em entrevista ao Guardian.

As salas de aula ainda estão em construção, mas já é possível ver que elas serão bastante espaçosas

As salas de aula ainda estão em construção, mas já é possível ver que elas serão bastante espaçosas (Fotografia: The Guardian)

"Pequenos grupos de estudantes sentarão à uma mesa redonda equipada com uma acústica toda especial, de maneira que o professor possa falar com individualmente com cada um enquanto eles estão estudando", detalhou Angrisani. Atenta aos detalhes como é, a Apple também vem discutindo questões sobre qual o melhor tipo de iluminação e qual cor as paredes devem ter para que tudo favoreça os estudos.

Ainda de acordo com o professor, todos os cursos serão ministrados em inglês, já que a ideia é abrir mais turmas para estudantes de todo o mundo. Ainda não há, porém, detalhes sobre quando haverá novas inscrições nem como estrangeiros deverão proceder para concorrer a uma vaga na faculdade.

Via The Guardian, Macrumors