Apple estaria desenvolvendo seus próprios chips de gerenciamento de energia

Por Redação | 12.04.2017 às 14:29

A Apple é conhecida por controlar de perto vários aspectos do desenvolvimento de seus produtos, criando software e boa parte do hardware em seus laboratórios. Ainda assim, a Maçã encomenda algumas partes de outras empresas, mas isso pode mudar muito em breve. Isso porque rumores indicam que a companhia estaria trabalhando na criação de um chip próprio para gerenciamento de energia.

A notícia vem cerca de dois meses após outra notícia extraoficial de que, ao se distanciar da Intel, a Apple estaria criando um processador proprietário para utilizar nos seu computadores. Desta vez, o boato ganha força após a informação de analistas da Bankhaus Lampe de que a Apple moveu 80 engenheiros para trabalhar de forma exclusiva na criação de um circuito integrado de gerenciamento de energia (PMIC, na sigla em inglês).

Segundo fontes ligadas aos analistas, estes novos chips já estão em processo de desenvolvimento tanto na Califórnia, Estados Unidos, quanto em Munique, Alemanha. O empenho da Apple é tanto neste aspecto que a companhia está se esforçando contratar profissionais da Dialog Semiconductor, empresa britânica que atualmente é a fornecedora de chips de gerenciamento de energia da Maçã.

O possível término de contrato com a Apple seria um duro golpe para a Dialog, que atualmente tem na empresa de Cupertino a compradora de 74% de toda a sua produção. Entretanto, visto que tudo ainda é apenas boato, não se sabe ao certo se a Apple vai interromper as encomendas feitas anualmente à Dialog de uma só vez — de qualquer forma, essa possibilidade já atingiu as ações da fabricante de chips, que sofreram queda.

Guerra às fabricantes de chips?

Podemos dizer que a Apple está em uma espécie de “guerra” contra as fabricantes de processadores. A companhia move ações contra a Qualcomm, acusando a companhia de cobrar valores abusivos e também já anunciou que vai interromper a parceria com a Imagination Technologies para o fornecimento de chips gráficos.

Talvez você questione a razão de tudo isso, mas ela é relativamente simples. Visto que a Apple é uma das empresas mais lucrativas do mundo na atualidade, é natural que várias outras companhias que forneçam materiais para ela também fiquem com uma fatia desse bolo.

A partir do momento em que a tecnologia aplicada em seus dispositivos forem soluções caseiras da Maçã, a fatia reservada a ela no bolo de vendas de iPhones, iPads e Macs será ainda maior.

Via Tech Times