Apple está trabalhando para tornar criptografia do iCloud ainda mais segura

Por Redação | 16 de Março de 2016 às 09h59

A Apple está envolvida em um intenso debate com o FBI e o Departamento de Justiça dos Estados Unidos sobre se a empresa deve ou não cumprir a ordem judicial para desbloquear o iPhone pertencente a um dos atiradores do Massacre de San Bernardino. A Maçã afirma que é incapaz de quebrar a criptografia do dispositivo, enquanto que o FBI sugere que a empresa crie uma versão do iOS que permita transpor o sistema de segurança e acessar as informações dos usuários.

Mesmo diante da exigência das autoridades para reduzir a segurança dos dispositivos e a privacidade dos usuários, a Apple está trabalhando para fornecer ainda mais a segurança do iCloud, de maneira a tornar o acesso às informações dos usuários ainda mais difícil. Ao Wall Street Journal, pessoas familiarizadas com o assunto afirmaram que os executivos da Apple estão considerando incrementar a criptografia do serviço de armazenamento na nuvem sem que isso incomode ou mude a forma como os usuários utilizam o serviço.

Em um artigo publicado no início do mês, o vice-presidente sênior de engenharia de software da empresa, Craig Federighi, ressaltou a importância do avanço nos sistemas de segurança de dados. "A segurança é uma corrida sem fim que você pode levar, mas nunca irá vencer decisivamente. As melhores defesas de ontem podem não se defender dos ataques de hoje ou amanhã", escreveu.

Atualmente, os dados armazenados no iCloud podem ser acessados pela Apple utilizando uma chave para restaurar as informações de uma conta caso o usuário esqueça sua senha, por exemplo. Este acesso permite, teoricamente, que a empresa disponibilize informações relevantes de seus usuários para o governo norte-americano caso desejar. No entanto, de acordo com um relatório divulgado neste mês, a Apple lida de maneira diferente com as informações armazenadas em seu serviço de armazenamento na nuvem e com as informações contidas nos dispositivos físicos, como é no caso do iPhone do terrorista de San Bernardino.

A decisão de tornar a criptografia do iCloud ainda mais forte antagoniza com os interesses da Justiça dos Estados Unidos e das autoridades policiais. Uma audiência para tratar sobre o caso de San Bernardino está marcada para acontecer na próxima terça-feira (22), um dia após o evento da Apple que deve revelar o novo iPhone de 4 polegadas e um novo modelo de 9,7 polegadas do iPad.

Fonte: The Wall Street Journal

Fonte: http://www.macrumors.com/2016/03/16/apple-to-double-down-icloud-encryption/?utm_source=feedly&utm_medium=webfeeds

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.