Apple está prestes a lançar Apple Watch em suas lojas oficiais

Por Redação | 07.05.2015 às 11:58
photo_camera Divulgação

O lançamento do Apple Watch foi, ao mesmo tempo, atípico e tradicional para a fabricante. Como sempre, vimos as boas e velhas faltas de produtos e atrasos na entrega, além de grandes números de pré-vendas e procura pelos clientes, que levaram unidades a terem o preço multiplicado em sites de leilão. Por outro lado, desta vez, nada de filas e gente madrugando na porta das lojas oficiais da Apple, já que todo o processo aconteceu via internet. Com a poeira abaixando, agora a Maçã parece estar começando a mudar essa situação.

Quem entrar no site da empresa para comprar o Apple Watch agora já pode enxergar a opção de coleta na própria loja, pelo menos nos Estados Unidos. A opção ainda não está disponível, mas, de acordo com a empresa, deve entrar no ar em breve, permitindo que os clientes economizem no frete e coloquem as mãos mais rapidamente no smartwatch, indo pessoalmente até uma Apple Store para buscar o brinquedo novo.

Essa modalidade de entrega estava nos planos da companhia desde o início, mas problemas de estoque e disponibilidade de aparelhos fizeram com que ela fosse adiada. Esses também foram os motivos pelos quais a Apple optou por fazer tal mudança em seus métodos tradicionais de lançamento, abrindo mão de todo o hype gerado pelas filas e mais filas em troca de um risco menor de acabar frustrando os clientes fiéis.

Apesar de não existirem informações oficiais sobre isso, tudo indica que as fábricas chinesas lutam a cada dia contra a demanda crescente pelo Apple Watch. Os lotes iniciais de relógios teriam esgotado logo nas primeiras horas de pré-venda e, em alguns países, a data prevista para entrega chega a ser fixada para agosto. Aos poucos, porém, tudo parece estar se normalizando.

É claro que a novidade nos métodos de frete também fez com que a rodinha dos rumores começasse a girar. Para muitos entusiastas, a opção de buscar o Apple Watch nas lojas significa uma normalização nas remessas do aparelho e pode servir como um forte indicativo de que, em breve, ele também será liberado para compra da maneira mais tradicional possível, com o cliente entrando em uma loja, experimentando o Watch e o levando um para casa.

Por enquanto, claro, essa hipótese não passa de especulação. A Apple não se pronunciou oficialmente sobre a disponibilidade do Watch em lojas físicas e menos ainda sobre a situação do Brasil, que ainda nem aparece na lista de territórios que devem receber o produto no futuro próximo. Enquanto isso, por aqui, vendedores não oficiais oferecem o relógio por preços que variam dos R$ 2,5 mil até R$ 6 mil em sites de leilão.

Fonte: Mac Rumours