Apple está de olho na compra da Time Warner pela AT&T, diz WSJ

Por Redação | 21 de Outubro de 2016 às 20h40

Nesta sexta-feira, Wall Street voltou seus olhos para uma forte especulação de mercado que indicaria a compra da Time Warner, grupo responsável por um conglomerado de mídia da indústria de entretenimento dos Estados Unidos. O rumor começou a borbulhar ontem, e nesta sexta-feira (21), e você leu aqui no Canaltech que o Wall Street Journal publicou uma reportagem confirmando um grande avanço nas negociações e que a compra pode ser concluída dentro de 24 a 48 horas. Não é nem preciso falar que é um negócio gigantesco na indústria de mídia.

Agora, uma nova publicação do tradicional jornal americano relata que, de acordo com uma fonte, a Apple está monitorando a situação bem de perto. Inclusive, a própria Maçã teria tentado uma aproximação com a Time Warner nos últimos meses, mas as conversas que ambas as empresas tiveram acabaram esfriando.

Ou seja: segundo o jornal, a Apple ainda não descartou a aquisição do grupo, que vem sendo discutida desde janeiro. A empresa manteve sua discrição enquanto pode, com o chefe da divisão Apple TV, Eddy Cue, jogando água fria nos rumores, que começaram a se esquentar novamente em julho, quando foi levantada a hipótese de a Maçã querer investir mais em seu provável serviço de televisão sob demanda.

"Se nós ou qualquer outra empresa estivermos oferecendo [um serviço de TV], isso não importa. O que estamos tentando fazer é criar uma plataforma que permita a qualquer empresa oferecer conteúdo ao consumidor. Se a Time Warner e a Direct TV quiserem oferecer um pacote, poderiam fazê-lo através da Apple TV, do iPad e do iPhone. Pra falar a verdade, não sou fã desses pacotes de conteúdo magrelos [que elas oferecem]".

No mês passado, a Apple contratou o ex-VP da Time Warner para trabalhar com serviços de cloud, sob a chefia de Eddy Cue. Sendo assim, os rumores que começaram a circular novamente davam conta de que a Maçã estaria trabalhando em algo voltado ao streaming de conteúdo, construindo uma provável "Appleflix", que funcionaria via web/Apple TV.

Até pouco tempo, a Apple falava abertamente de suas investidas em um serviço de TV. No entanto, ontem mesmo, durante o evento Vanity Fair, Eddy Cue revelou que a experiência da dona dos iPhones teria caído no ostracismo e ficado no passado.

Agora, resta saber se a empresa ficará na espreita ou se tomará a frente das negociações, interferindo nos planos da AT&T ou fazendo uma proposta diferente. O melhor é aguardar pelas cenas dos próximos capítulos.

Fonte: The Wall Street Journal

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.