Apple é processada por fornecer aparelhos remanufaturados a clientes do Care

Por Redação | 22 de Julho de 2016 às 13h50
Tudo sobre

Apple

A Apple está envolvida em mais um caso judicial, agora envolvendo os serviços de suporte e garantia Apple Care e Apple Care +, mais especificamente em relação à forma como a empresa lida com a substituição dos aparelhos danificados. Segundo dois consumidores residentes na Califórnia que entraram com o processo, a Apple é incapaz de fornecer dispositivos que são “equivalentes a novos em performance e confiabilidade”, já que a empresa não fornece aparelhos realmente novos.

O fato que deu origem a todo esse problema aconteceu quando os dois reclamantes pagaram para receber novos aparelhos dentro da garantia fornecida pelo sistema Apple Care e, em troca, receberam aparelhos recondicionados ou remanufaturados. A remanufatura é um processo que acontece no meio da linha de montagem dos aparelhos e consiste em consertar dispositivos que apresentaram defeitos ainda dentro da fábrica. Ou seja, apesar de não ter sido usado, é um aparelho que já passou por algum tipo de reparo e não é totalmente novo.

Apple Care

(Foto: venda do serviço em Apple Store)

Assista Agora: Gestor, descubra os 5 problemas que suas concorrentes certamente terão em 2019. Comece 2019 em uma nova realidade.

De acordo com os autores do processo, essa prática da empresa de Cupertino vai de encontro aos termos e condições do serviço assinados por eles na contratação da garantia estendida. A ação judicial alega que com esse tipo de procedimento da Apple viola o contrato firmado e os termos de garantia, ocultando informações dos consumidores, fazendo marketing mentiroso e ainda praticando concorrência desleal.

Autos judiciais vazados alegam que "a palavra 'novo' significa que o dispositivo nunca foi usado ou vendido anteriormente e composto somente por peças novas. A palavra 'recondicionado' aparece apenas uma vez nas 33 páginas dos termos e condições do serviço. Além disso, a palavra não se refere a um dispositivo, mas apenas a uma parte dele."

Os demandantes estão lutando por danos totais e honorários advocatícios, a atualização dos termos e condições do Apple Care e Apple Care +, uma ordem da justiça que impeça a empresa substituir os aparelhos danificador por unidades remontadas e ainda incluir uma opção de o consumidor solicitar um reembolso pelo aparelho quebrado ao invés da substituição ou reparo dele.

É bom lembrar que recentemente um juiz em Amsterdã decidiu em favor de um cliente e instruiu que a Apple não só fornecesse um reembolso como também desse um aparelho novo de verdade. Se os processos continuarem a acontecer e as decisões seguirem o mesmo caminho, a Apple precisará rever seus termos de garantia o mais rápido possível.

Fonte: iPhone Hacks

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.