Apple desiste de carro elétrico para focar em sistema de direção autônoma

Por Redação | 17.10.2016 às 11:53

Já faz um bom tempo que ouvimos falar que a Apple está trabalhando em seu próprio carro elétrico. Agora, entretanto, parece que a companhia suspendeu temporariamente o chamado Project Titan para focar especificamente numa plataforma de direção autônoma. A informação foi confirmada pela Bloomberg nesta segunda-feira (17).

O referido portal diz ter ouvido centenas de funcionários, que afirmaram que a empresa "reduziu drasticamente" seus esforços no projeto de carro elétrico. Como resultado disso, vários empregados foram demitidos e/ou pediram para sair e os que sobraram foram realocados para outros departamentos.

Aparentemente, o movimento não é definitivo e pode ser que a empresa volte a considerar a possibilidade de fabricar seu próprio carro no futuro. Por ora, todavia, o foco foi alterado para o desenvolvimento de um sistema de direção autônoma nos moldes do Autopilot da Tesla. Com ele, a ideia da Maçã é fechar acordos com montadoras dispostas a embarcar o sistema em seus veículos.

Extraoficialmente, circula a informação de que os executivos da empresa deram até o fim de 2017 para que os desenvolvedores apresentem uma solução viável para que as negociações tenham início.

A mudança de estratégia ocorre após sucessivos desentendimentos estratégicos, mudanças de liderança e problemas na cadeia de fornecedores da Apple para o Project Titan. Diante de tantos contratempos, Cupertino teria percebido que fabricar seu próprio carro seria mais difícil do que imaginava e, como tempo é dinheiro, mudado o foco para começar a arrecadar o quanto antes com a indústria automobilística.

Há quem especule que, caso siga adiante com a ideia da plataforma de direção autônoma e consiga fechar acordos com montadoras, a Apple se aproxime mais de algumas empresas para obter know-how e, logo na sequência, dê prosseguimento à fabricação de seu próprio modelo. Se essa tramoia realmente será posta em prática, é outra história. Vamos esperar para ver.

Via Bloomberg, 9to5Mac