Apple desenvolve novo sensor biométrico para o iPhone e pode aposentar Touch ID

Por Redação | 23 de Janeiro de 2017 às 15h54

Parece que a Apple está preparando algumas novidades para incrementar a próxima geração de iPhones. De acordo com Ming-Chi Kuo, analista da KGI Securities, a empresa está projetando um leitor de impressões digitais completamente novo para os seus dispositivos móveis.

O atual Touch ID é um sensor capacitivo, mas o analista acredita que a fabricante deve substituí-lo por um novo sensor óptico de impressão digital, tornado-o mais sensível, bem como acrescentar sensores de reconhecimento facial para aumentar a segurança dos iGadgets.

Embora o uso da tecnologia de reconhecimento facial para liberar o acesso a smartphones não seja novidade desde o Android 4.0, a Apple também planeja inserir tecnologias suficientes para o sensor não seja enganado por uma foto, funcione bem em ambientes pouco iluminados, e assim por diante.

Kuo alega que o desenvolvimento do sucessor do Touch ID já está em andamento, mas ainda é cedo para afirmar que a tecnologia esteja pronta para o iPhone que será lançado ainda neste ano. Também é possível que sensores ópticos não sejam compatíveis com os displays OLED flexíveis esperados para o iPhone 8, o que tornaria a produção para 2017 ainda mai difícil.

Essa não é a primeira vez que ouvimos rumores acerca da adição de reconhecimento facial ao iPhone. Há alguns dias, o analista Timothy Arcuri, da Cowen & Company, disse que o próximo smartphone da Apple traria uma combinação de lasers e infravermelho para reconhecimento facial e/ou de gestos. Arcuri revelou ainda que a tela deve sim ocupar toda a parte frontal do aparelho e se curvar nas bordas, mas nem toda a sua superfície seria utilizável.

Em meio a tantas especulações, agora o que nos resta é esperar pelos anúncios oficiais da fabricante sobre as especificações do seu próximo carro-chefe.

Via 9to5 Mac