Apple demite dezenas de funcionários e repensa estratégia do projeto do "iCar"

Por Redação | 09.09.2016 às 23:35

Apesar de nunca ter sido confirmado oficialmente, aparentemente o projeto de fabricação de carros autônomos da Apple está passando por um momento de reestruturação. De acordo com relatório emitido pelo New York Times nesta sexta-feira (9), a gigante de Cupertino encerrou algumas partes do departamento responsável pelo "iCar" e demitiu dezenas de funcionários ligados ao programa.

Caso seja real, a iniciativa surge apenas um mês depois que a companhia decidiu mudar o objetivo do projeto. Supostamente, ao invés de desenvolver veículos, a Apple estaria trabalhando apenas para a criação de sistemas de auto-condução. Uma das informações que corroboram para a especulação foi a nomeação de Bob Mansfield, antigo executivo da Apple, para supervisionar o programa do iCar no final de julho.

Segundo rumores, a contratação foi feita para que Mansfield pudesse ajustar o projeto para se concentrar na "tecnologia subjacente" a veículos autônomos. Dessa forma, as demissões, de acordo com a imprensa internacional, são parte da mudança estratégica do projeto.

Aparentemente a Apple tinha feito alguns progressos no desenvolvimento do Project Titan, código para seu programa secreto, sendo que um número de veículos autônomos já estavam em teste. Conforme relato do Times, citando fontes anônimas, os carros foram testados em rotas simples, limitadas em ambientes fechados. Mas apesar dos avanços, a tecnologia ainda estava longe de ficar pronta.

Para trabalhar em seu desenvolvimento, a Maçã havia recrutado centenas de engenheiros da Tesla, Ford, GM e outras companhias de automóveis, além de funcionários de outras divisões da própria Apple. No início deste ano, Steve Zadesky, ex-engenheiro da Ford e VP de design de Produto, deixou a empresa por motivos pessoais.

Os rumores, no entanto, têm sugerido que a saída de Zadesky foi resultante de atrasos do projeto e conflitos internos devido a alguns desafios um tanto problemáticos, como prazos inatingíveis e mudanças organizacionais. A data original para o lançamento do iCar seria em 2020, mas as alterações acabaram gerando atraso de um ano. Ou seja, possivelmente apenas em 2021 saberemos o que a Maçã vem escondendo há tanto tempo.

Fonte: The New York Times, MacRumors