Apple busca isenção tributária para peças de reposição do Mac Pro

Por Rafael Rodrigues da Silva | 24 de Julho de 2019 às 11h11
Divulgação/Apple
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

Mesmo com a constante escalada da guerra fiscal entre os Estados Unidos e a China, a Apple resolveu mudar toda a sua linha de produção do Mac Pro, que antes ficava no Texas, para o país asiático. E, agora, a empresa está implorando ao governo dos EUA por uma exceção fiscal.

Isso porque as peças do Mac Pro que são importadas pelas assistências da Apple no país (como a grade que parece um ralador de queijo, cabos internos e placas usadas no computador) entram na categoria que hoje precisa pagar uma taxa de importação de 25% destinadas a produtos eletrônicos e derivados que vêm da China, além de todas as taxas de de importação comuns a qualquer produto que entra no país. Assim, a Apple está tentando convencer o governo do país a retirar essa taxa de 25% dos componentes relativos ao Mac Pro.

Esse não seria o primeiro pedido do tipo feito pela Apple para o governo dos Estados Unidos, e a empresa já conseguiu fazer com que produtos como o Apple Watch e os AirPods, que também são fabricados na China, fossem considerados com isentos dessa taxa de 25% sobre as importações de eletrônicos do país. Além das peças do Mac Pro, a empresa também está tentando uma exceção tributária para o Magic Mouse e o Magic Trackpad, que também entram na mesma regra de tarifação.

Enquanto isso, o governo Trump não dá nenhum sinal de que a guerra fiscal entre os países irá chegar ao fim e pretende aumentar ainda mais a quantidade de produtos importados da China que precisam pagar a tarifa extra, pretendendo incluir também nos próximos meses derivados metalúrgicos feitos a partir de aço ou alumínio.

Fonte: iPhone Hacks

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.