Apple anuncia queda nas receitas e lucros em novo relatório financeiro

Por Redação | 26.10.2016 às 07:10

A Apple anunciou nesta terça-feira (25) os resultados financeiros referentes ao terceiro trimestre fiscal do ano de 2016. Confirmando suspeitas especuladas ainda ontem, a empresa apresentou uma queda em suas receitas, tendo arrecadado US$ 46,9 bilhões. No comparativo ano a ano, o valor representa uma perda de praticamente US$ 5 bilhões: há um ano, a receita registrada foi de US$ 51,5 bilhões.

O lucro líquido da Maçã também apresentou queda. Há um ano, a empresa totalizava US$ 11,1 bilhões nesse indicador; agora, ele é de US$ 9 bilhões. Apesar dessas quedas, a empresa abrandou os ânimos dos investidores e anunciou que ainda tem US$ 237,6 bilhões em caixa, que podem ser usados em situações emergenciais.

A derrocada dos números da empresa é um reflexo direto da baixa nas vendas de seus produtos. O iPhone, por exemplo, registrou 45,5 milhões de unidades vendidas (contra 48 milhões um ano atrás). O iPad também vendeu menos que há um ano: 9,3 milhões de unidades contra 9,9 milhões. Para fechar, 4,9 milhões de Macs foram vendidos no terceiro trimestre deste ano. Um ano atrás, 5,7 milhões de Macs foram vendidos.

Ao todo, a Apple registrou US$ 215,6 bilhões em vendas, com lucro líquido de US$ 45,7 bilhões. Natural num cenário de vendas em queda, os números são inferiores no comparativo ano a ano: em 2015, as vendas totalizaram US$ 233,7 bilhões e o lucro líquido foi de US$ 53,4 bilhões.

Apesar das baixas, um segmento em específico se sobressaiu: o de serviços. Juntos, App Store, Apple Music, iCloud, iTunes e Apple Pay arrecadaram US$ 6,3 bilhões - 20% a mais em relação ao mesmo período no ano passado. A Apple não detalhou a importância desses serviços em suas finanças, mas especialistas já indicam que eles correspondem a pelo menos 25% das receitas da empresa.

Daqui em diante, a expectativa é que a empresa apresente números melhores no quarto e último trimestre do ano. Normalmente, nesse período constata-se aquecimento nas vendas dos gadgets devido a proximidade com as festas de fim de ano, o que, naturalmente, se traduz em mais receita e lucro líquido.

Via Mac Rumors, PhoneArena