Apple adquire startup de dados pessoais de saúde

Por Redação | 22.08.2016 às 12:55
photo_camera Divulgação

As ambições da Apple no setor de saúde parecem estar cada vez mais firmes. O site Fast Company reportou que a empresa comprou a startup Gliimpse, uma plataforma em que consumidores compartilham informações e dados médicos pessoais. A startup foi fundada em 2013 pelo engenheiro e empreendedor Anil Sethi, que teve seu início de carreira como engenheiro de sistema na Apple nos anos 80.

Como muitas coisas que acontecem na Apple, a compra da startup permaneceu sob sigilo por bastante tempo. Eles compraram a Gliimpse no início deste ano, mas só agora confirmaram o negócio. "A Apple compra pequenas empresas de tecnologia de tempos em tempos, e nós geralmente não discutimos nossos propósitos ou planos", disse a empresa.

Anil Sethi escreveu em seu perfil no LinkedIn que a ideia da startup surgiu a partir de uma necessidade própria, quando sua irmã estava com câncer de mama e ele descobriu o quão difícil era acessar ou administrar os dados de saúde dela.

Esta compra reforça outras ações da Apple no segmento de saúde. Serviços como o HealthKit, CareKit e ResearchKit foram recentemente desenvolvidos pela empresa e fornecem a possibilidade de que pesquisadores, médicos e pacientes tenham acesso a seus dados de saúde usando dispositivos móveis.

O Gliimpse era um espaço usado principalmente por pessoas com câncer e diabetes, o que aparentemente está em consonância com os atuais planos de Cupertino. Recentemente, ela contratou um pediatra endocrinologista que desenvolveu um aplicativo HealthKit para jovens e crianças com diabetes do tipo 1.

Em entrevista ao Fast Company, Tim Cook, CEO da Apple, disse ver potencial para negócios na parte ainda não regulada do sistema de saúde. "E se você não se importa com reembolso, o que temos o privilégio de fazer, isso pode até fazer o mercado de smartphones parecer pequeno", disse o CEO.

Fonte: Fast Company