Após queda nas ações, Yahoo! diz que plano para vender ações do Alibaba continua

Por Redação | 20.05.2015 às 11:57

No início do ano, o Yahoo! anunciou a separação do Alibaba, o que significaria a venda de suas ações da gigante chinesa do e-commerce para uma nova companhia, de onde os papéis do Alibaba seriam redistribuídos para os acionistas que investiram na ideia. Na ocasião, o plano foi aplaudido pelos acionistas, afinal ele iria colocar um montante de cerca de US$ 40 bilhões nos cofres do Yahoo! sem a necessidade de pagar impostos.

Apesar do plano parecer muito bom, ainda havia um obstáculo: a visão das autoridades fiscais e agências reguladoras sobre o assunto. Nesta terça-feira (19), um ponto de vista nada favorável à negociação refletiu diretamente nas ações da companhia do Vale do Silício. No final do dia, as ações da empresa despencaram 7,6%, aparentemente devido aos comentários de um funcionário do Internal Revenue Service (IRS) sobre a opinião da agência sobre os chamados spin-offs.

O IRS é um serviço de receita do Governo Federal dos Estados Unidos responsável pela coleta de impostos e pela aplicação e interpretação do Internal Revenue Code, o órgão do direito tributário no país. O representante do IRS disse que o órgão pretende estudar suas regras para a emissão de decisões relativas à atividade comercial ou industrial em cisões, além de adiar o processamento de novos pedidos.

Para tentar acalmar os acionistas, o Yahoo! emitiu um comunicado nessa quarta-feira (20) dizendo que está tudo bem e que o plano para separar sua participação de 15% no portal chinês Alibaba não está em perigo, garantindo que tudo permanece completamente inalterado. Independente do que o Yahoo! diz, o fato é que ontem as ações da companhia atingiram a maior baixa desde outubro do ano passado, chegando a US$ 40,98.