Após fracasso com Tay, Microsoft lança novo bot que "ignora" Hitler

Por Redação | 14.04.2016 às 19:45 - atualizado em 14.04.2016 às 20:57
photo_camera Reprodução/CNN Money

Depois dos resultados negativos do experimento com o bot Tay, a Microsoft está trabalhando em um novo robô, desta vez com alguns ajustes para impedir que ele também se transforme em um nazista racista.

O novo "CaptionBot" é um robô feito para descrever o que ele "vê" em fotos enviadas à seu sistema, e, após a identificação da imagem, o usuário deve classificar o quão bem o bot se saiu, com um ranking de cinco estrelas.

Paisagens e imagens da vida cotidiana são descritas pelo robô com razoável facilidade, mas ele parece ser programado para ignorar fotos que façam alusão ao nazismo ou ao histórico líder do movimento, Adolf Htiler.

Depois que várias fotos de Hitler foram enviadas ao robô, foi constatado que ele não é capaz de analisá-las, respondendo apenas com um "Eu realmente não consigo descrever a foto" e um emoji de tristeza. Outros líderes do nazismo, como Joseph Mengele e Joseph Goebbles, por outro lado, foram identificados rapidamente.

Assim como Hitler, outras personalidades conhecidas por seus atos negativos, como Osama Bin Laden, também não são identificadas pelo robô.

Um porta-voz da Microsoft admitiu que o bot é programado com alguns filtros básicos para prevenir situações desconfortáveis. Como robôs de inteligência artificial e aprendizado de máquina evoluem a partir de interação com humanos, a empresa fundada por Bill Gates quer se prevenir contra o que aconteceu com Tay, um programa automatizado feito para conversar como se fosse uma adolescente, que acabou se tornando uma nazista após interagir com centenas de trolls online.

Até o momento, nenhum incidente envolvendo o CaptionBot foi reportado.

Via CNN Money