Após explosões e recall, Samsung voltará a vender Galaxy Note7 remodelado

Por Redação | 27 de Março de 2017 às 15h48

Nesta segunda-feira (27), a Samsung confirmou rumores que vêm sendo especulados desde o ano passado. O Galaxy Note 7, que passou por um recall após uma série de casos de explosões, provavelmente começará a voltar às lojas de alguns países.

Pode parecer um tanto estranho os aparelhos passarem a circular depois das proibições e acidentes, mas o que a gigante da tecnologia pretende é reutilizar os smartphones que não chegaram a ser comercializados e as peças dos que foram devolvidos.

De acordo com a Samsung, "os dispositivos serão considerados para uso como telefones reciclados ou de aluguel onde for aplicável". Isso significa que o Note 7 poderá ser adquirido pelos consumidores, desde que as operadoras e autoridades regulatórias estejam de acordo. Sobre o assunto, ainda não foram divulgados os países que receberão os novos smartphones remodelados.

Além da venda, a empresa coreana também pretende reutilizar os componentes dos aparelhos que não puderam ser recuperados — exceto as baterias, que foram as causadoras de todo o caos — para a fabricação de novos dispositivos. Caso as peças não estejam em condições de reaproveitamento, a Samsung irá utilizar técnicas de reciclagem para extrair materiais, como cobre, prata e ouro.

O que você achou da solução que a Samsung encontrou para lidar com os milhões de Galaxy Note 7 perdidos? Conte para a gente nos comentários.

Fonte: Gizmodo

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.