Após desastre com Galaxy Note7, Samsung volta a operar com lucro

Por Redação | 07 de Abril de 2017 às 11h24

Quem achava que os problemas do Galaxy Note7 iriam assombrar a Samsung por muito tempo, se enganou. Apesar de o caso dos smartphones explosivos realmente ter tido um impacto negativo na imagem da marca, parece que os danos foram temporários e a empresa já voltou a trabalhar com lucros. Tanto que ela já está prevendo ganhos significativos para o primeiro trimestre fiscal deste ano.

Segundo a Samsung, a previsão é que os lucros nesse período alcancem a marca de 9,9 trilhões de won — cerca de US$ 8,85 bilhões, ou seja, o equivalente a R$ 27,7 bi na cotação atual. Esse montante representa um crescimento de 48% em relação aos últimos 12 meses, o que é um crescimento bastante expressivo.

Já em termos de receita, o aumento não foi tão significativo assim. Embora a arrecadação equivalente a US$ 44,7 bilhões (R$ 139,96 bi) nesse período seja impressionante, ela pouco difere do que foi obtido no ano passado. Em 2016 esse número girou em torno dos US$ 44,5 bi (R$ 139,33 bi).

E vale notar que esse bom desempenho da Samsung se dá antes mesmo do lançamento do Galaxy S8, que acontece somente no final de abril. Isso faz com que as vendas do smartphones sejam computadas somente no próximo trimestre, o que pode fazer com que os valores fiquem ainda maiores, já que a expectativa em torno do lançamento do aparelho é enorme em todo o mundo.

Mais importante ainda é ver que o fiasco com o Galaxy Note7 não afetou o desempenho da fabricante e muito menos seus lucros. Ainda assim, como lembra o site TechCrunch, todos os gastos com recall e encalhe envolvendo o problemático dispositivo afetaram a sul-coreana com força durante o terceiro trimestre de 2016, quando a empresa teve uma queda de 30% na receita e nos lucros. Segundo alguns analistas, toda a dor de cabeça custou entre US$ 7 bilhões e US$ 10 bilhões à companhia. A boa notícia é que esse valor parece já ter sido recuperado.

Via: TechCrunch

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.