Após condenação, Apple começará a ressarcir clientes do iBooks nesta terça, 21

Por Redação | 21 de Junho de 2016 às 10h14
photo_camera Divulgação

Em março deste ano, a Apple foi condenada pelas autoridades norte-americanas por ter violado as leis de antitruste ao conspirar pelo aumento dos preços de livros eletrônicos. Assim, os clientes do iBooks afetados começarão a ser ressarcidos nesta terça-feira (21), totalizando nada menos que US$ 400 milhões.

À época do julgamento, Bill Baer, secretário assistente da divisão antitruste do Departamento da Justiça dos Estados Unidos, afirmou que "a responsabilidade judicial da Apple por conluio com as editoras de livros, a fim de elevar os preços dos livros eletrônicos, está declarada de uma vez por todas. E os consumidores serão ressarcidos".

O comunicado dos pagamentos veio através de Hagens Berman, que emitiu uma notificação à imprensa afirmando que, em consonância ao acordo judicial, os consumidores receberão pagamentos no valor de duas vezes as suas perdas. Assim, a maioria será reembolsada com o valor de US$ 1,57 por e-book, enquanto os compradores de best-sellers recomendados pelo New York Times receberão US$ 6,93 por livro.

Vale lembrar que o ressarcimento será disponibilizado para quem comprou livros eletrônicos nos Estados Unidos usando o iBooks entre 1 de abril de 2010 e 21 de maio de 2012.

Fonte: Apple Insider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.