Após bom primeiro trimestre, ações da Apple batem recorde nesta terça-feira

Por Redação | 02 de Maio de 2017 às 18h07
photo_camera Divulgação

A Apple esperava vender 52 milhões de unidades de iPhone durante os três primeiros meses de 2017, mas a bateu na trave, comercializando “apenas” 51 milhões no período. Contudo, apesar dessa expectativa não ter sido alcançada, outra foi superada e os lucros da Maçã não tiveram nenhuma ameaça. Prova disso é o valor recorde alcançado pelas ações da empresa nesta terça-feira (2): US$ 147 por ação.

Além disso, os ganhos a cada ação negociada também ficaram acima do esperado: US$ 2,10 contra a expectativa de US$ 2,02. Ao todo, a companhia teve uma receita bruta de US$ 52,9 bilhões entre janeiro e março de 2017, provando que tudo vai muito bem mesmo vendendo 1 milhão de iPhones a menos do que o esperado.

“Nós estamos orgulhosos em anunciar um trimestre forte, com as receitas crescendo de forma acelerada desde dezembro e uma demanda robusta e contínua pelo iPhone 7 Plus”, declarou o chefão da Apple Tim Cook em comunicado à imprensa.

Compensação

Se as vendas dos iPhones no geral decepcionaram e não alcançaram a meta desejada, a Apple não quer desapontar os seus investidores. Assim, vai distribuir US$ 35 bilhões entre os seus acionistas, um aumento do dividendo de 10,5% (ou US$ 0,63 por ação). Nada que vá afetar de forma significativa o montante de US$ 256,8 bilhões mantidos em caixa pela empresa.

Fonte: Apple

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!