Andy Chen, CEO na Tidal, deixa a companhia

Por Redação | 19 de Abril de 2015 às 15h00

Andy Chen, presidente-executivo da companhia sueca de streaming musical Aspiro, adquirida por Jay Z por US$ 56 milhões recentemente e incorporada à empresa Tidal, deixou o grupo. Chen e cerca de outros 25 funcionários teriam sido "forçados a deixar" o quadro, segundo fontes familiarizadas com o assunto.

A Tidal confirmou a saída de Chen e adiantou que ele será substituído por Peter Tonstad, que era o presidente-executivo da Aspiro antes de Chen. Em comunicado oficial, a companhia de Jay Z confirma as demissões, mas afirma que a informações sobre a saída dos 25 funcionários são "incorretas" e classificou essas demissões como "redundância" e "racionalização" dos cargos.

"O novo presidente-executivo interino da Tital é Peter Tonstad - ex-presidente-executivo da empresa-mãe Aspiro Group. Ele tem uma melhor compreensão da indústria e uma visão clara de como a empresa está buscando por mudanças. Ele está racionalizando os recursos para garantir que o talento será maximizado para melhorar a experiência do cliente. Eliminamos um punhado de cargos e reorientamos o talento de toda a empresa para resolver os departamentos que precisam de apoio e cortar redundâncias. Os escritórios da Tidal serão mantidos globalmente para crescer: já estamos contratando novas posições. Estamos animados sobre nosso futuro e sobre o que temos disponível para os fãs que procuram pela melhor experiência ao ouvir música", explica a nota oficial.

O CEO que voltou à Aspiro, Peter Tonstad, também falou sobre seu retorno, ao Breakit. "Acredito na Tidal e no que a equipe está fazendo para realizar as mudanças que a indústria da música precisa. Estamos otimizando a empresa e reorientando nossos recursos para garantir que a plataforma continue a crescer e os ouvintes possam ter uma conexão com seus artistas favoritos. Ninguém mais está fazendo isso", comentou.

Antes de deixar o grupo, Chen falou sobre a história da Aspiro e disse que não enxergava a Apple como uma ameaça aos serviços da empresa sueca. "Minha filosofia pessoal é que, para qualquer pessoa que tenha que gerir uma empresa de tecnologia ou num setor tão competitivo quanto, você nunca vai construir nada se passar muito tempo apenas identificando os medos provenientes dos concorrentes maiores. Apple é Apple, é enorme. A Apple vai fazer tudo o que quer fazer. E o mesmo vale para o Google e para a Amazon. E o Spotify e quaisquer outros concorrentes vão fazer o que eles vão fazer."

Fonte: Business Insider

Fonte: http://www.businessinsider.com/tidal-ceo-andy-chen-leaves-aspiro-jay-z-streaming-site-2015-4

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.