Amazon proíbe a troca de produtos gratuitos por comentários positivos

Por Redação | 04.10.2016 às 12:57

A Amazon atualizou os seus termos de serviço para incluir a proibição dos chamados "comentários incentivados" na sua plataforma. A ideia é acabar com essa prática em que fornecedores oferecem produtos gratuitos para os usuários que deixarem reviews positivos no site da gigante do e-commerce.

A decisão foi tomada após a divulgação de uma pesquisa feita pela ReviewMeta, que apontou resultados interessantes: a avaliação média dos usuários incentivados é maior (4,74 estrelas) do que as revisões reais e sem incentivo (4,38 estrelas).

Comentários Amazon

Além disso, os usuários incentivados são mais prolíficos, escrevendo uma média de 232 avaliações em comparação com apenas 31 por compradores regulares da Amazon. Os avaliadores que recebem incentivos das empresas também se mostraram 12 vezes menos propensos a deixar um comentário sobre o produto, se limitando apenas às estrelas.

"Há dois anos, comentários incentivados representavam menos de 2% de novos comentários. Desde fevereiro deste ano, eles compõem a maioria de todos os novos comentários da Amazon", disse a empresa responsável pela pesquisa.

A proibição visa aumentar a credibilidade das avaliações publicadas no site de e-commerce, uma vez que a atual situação tem gerado desconfiança entre os consumidores comuns.

A exceção para a nova regra fica por conta do Amazon Vine, programa da própria empresa que fornece gratuitamente aos seus membros escolhidos produtos que foram submetidos ao programa por fornecedores participantes. Ou seja, os cadastrados no Vine podem continuar ganhando produtos grátis para avaliá-los.

Via Tech Crunch