Amazon pede registro de tecnologia para armazenar produtos no céu

Por Redação | 02 de Janeiro de 2017 às 12h17

A Amazon pediu o registro de uma patente para uso de aeronaves que funcionariam como centros de distribuição aéreos de produtos a serem entregues com a ajuda de drones. Feito há dois anos, o pedido só foi percebido na última quarta-feira, 28, por Zoe Leavitt, um analista de dados de tecnologia da empresa de pesquisa de mercado CB Insights.

Segundo a descrição da tecnologia, drones lançados dos chamados "centros de suprimento aéreos" (AFC, na sigla em inglês) usariam menos energia que os impulsionados a partir do chão.

Uma ilustração da ideia no pedido de patente mostra veículos semelhantes a dirigíveis como parte do sistema. Os AFCs planariam a uma altitude de 45 mil pés (13,7 mil metros) e seriam reabastecidos por "aeronaves menores".

No mês passado, a Amazon realizou sua primeira entrega de produtos via drone em uma região rural na Inglaterra perto de Cambridge, levando uma caixa com uma unidade de seu gadget Fire TV e um pacote de pipocas.

O programa de drones da Amazon, que promete entregar encomendas em meia-hora ou menos, deve ser expandido com cautela, começando em áreas menos populosas, com maior facilidade para a realização de testes, e gradualmente estendido para outras regiões.

Fonte: Reuters

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.