Amazon pagará usuários para que eles façam entregas de mercadorias

Por Redação | 01 de Outubro de 2015 às 08h21

Maior varejista online do mercado norte-americano, a Amazon anunciou que está testando o Amazon Flex, um novo serviço de entregas que promete movimentar o setor de logística e entregas nos Estados Unidos. O novo serviço utiliza alguns métodos bem similares ao do Uber, possibilitando que qualquer pessoa faça a entrega de produtos cadastrados no banco de dados da plataforma.

Ao aderir ao programa, a pessoa pode optar por entregar pacotes em horários flexíveis de 2 a 12 horas por dia, quantas vezes desejar em uma semana na região que desejar - perto ou distante de sua casa. Em resumo, os usuários cadastrados podem utilizar o seu carro pessoal para combinar o transporte e entrega das mercadorias, recebendo um valor específico pelo serviço realizado. Os 'funcionários' receberão entre US$ 18 e US$ 25 por hora trabalhada, o que varia de acordo com o horário e o tipo de entrega que irá ser executada.

Amazon Flex

Porém, nem todos poderão participar. Os que pretendem aderir à plataforma de entregas deverão ser avaliados por meio de um processo seletivo realizado pela Amazon. Além disso, é preciso preencher alguns critérios, como ter mais de 21 anos, estar isento de antecedentes criminais graves e habilitação para dirigir.

Até o momento, o serviço está disponível apenas na cidade norte-americana de Seattle, local sede da Amazon. Através do Amazon Flex, a empresa espera futuramente que as entregas também possam ser feitas por bicicletas, o que irá gerar maior agilidade para entregas de curta distância. O novo serviço deverá chegar a outras cidades de acordo com a demanda e participação da população na utilização da plataforma. Não há previsão de quando o serviço será lançado fora dos Estados Unidos.

Da mesma maneira que o Uber não é aceito pelos serviços de transporte tradicionais, o Amazon Flex, pelo menos em seu início, deverá enfrentar resistência por parte das empresas de entrega nos Estados Unidos, como FedEX e UPS.

Via BGR

Fonte: http://m.mobiletime.com.br/news/420843http://www.administradores.com.br/noticias/negocios/amazon-testa-o-flex-servico-de-entregas-com-logistica-similar-ao-uber/105837/http://bgr.com/2015/09/29/amazon-flex-uber-driver-prime-now/

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.