Amazon muda decisão e volta a disponibilizar criptografia em seus dispositivos

Por Redação | 09 de Março de 2016 às 10h11

Na semana passada, a Amazon anunciou que havia decidido não incluir o suporte a criptografia no Fire OS 5, sistema operacional utilizado nos tablets, e-readers e outros dispositivos da empresa. No entanto, depois de ter recebido inúmeras críticas, a companhia declarou que irá restabelecer o software de criptografia responsável por proteger as informações dos usuários que ficam armazenadas nos dispositivos.

"Vamos voltar a opção de criptografia completa de disco com uma atualização do sistema operacional Fire a partir do segundo trimestre", comunicou a empresa. Com isso, a criptografia voltará a proteger os dados armazenados localmente nos dispositivos, visto que a Amazon manteve o sistema em seu serviço de armazenamento na nuvem que os usuários também podem utilizar.

A justificativa utilizada anteriormente pela varejista norte-americana para remover a criptografia dos dispositivos era que poucas pessoas usavam o recurso. Sem ela, os usuários teriam seus dados financeiros, mensagens pessoais e outras informações confidenciais vulneráveis a ataques, o que gerou duras críticas à empresa. Apesar de voltar atrás na decisão, a companhia ainda não definiu exatamente quando a atualização será disponibilizada e quais serão os dispositivos compatíveis.

A decisão de não contar com um sistema de criptografia em seus dispositivos aconteceu em meio ao impasse envolvendo a Apple e a Justiça dos Estados Unidos, que exigiu que a empresa de Cupertino quebrasse a criptografia do iPhone utilizado por um dos atiradores no massacre de San Bernardino. Várias empresas de tecnologia, incluindo a própria Amazon, demonstraram apoio a Apple e afirmaram estar ao lado da privacidade e segurança digital dos usuários.

O caso pode ter influenciado a Amazon a abrir mão de sua decisão inicial e implementar novamente a camada de proteção adicional em seus dispositivos. "Ela [a Amazon] foi castigada pelo mercado", afirmou John Kindervag, vice-presidente e analista de segurança da Forrester. "Se ela tivesse feito isso antes do conflito Apple-FBI, as pessoas provavelmente não teriam percebido ou pensado nisso. Mas está tendo de recuar para sinalizar que se preocupa com a privacidade do consumidor."

Via TI Inside

Fonte: http://convergecom.com.br/tiinside/home/internet/08/03/2016/amazon-volta-atras-e-decide-restabelecer-sistema-de-criptografia-em-seus-tablets-kindle-fire/

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!