Amazon interrompe venda de hoverboards após relatos de explosões

Por Redação | 14 de Dezembro de 2015 às 14h51

Um dos itens mais quentes para o Natal de 2016 está começando a desaparecer das listagens da Amazon – e não é porque eles estão vendendo absurdamente. De acordo com a Swagway, uma das principais fabricantes de hoverboards dos Estados Unidos, a varejista online está suspendendo as vendas do produto até que suas fabricantes possam comprovar que os aparelhos são seguros para utilização.

A mudança vem após uma série de relatos de explosões e incêndios causados pelos hoverboards – que não são as pranchas voadoras de De Volta para o Futuro II, e sim pranchas motorizadas com duas rodas. O primeiro caso desse tipo foi relatado no estado americano da Louisiana no começo de dezembro, e desde então se acumulam relatos de falhas semelhantes, principalmente na Europa e nos Estados Unidos.

A venda aparentemente indiscriminada dos aparatos também já estaria chamando a atenção das autoridades. No Reino Unido, por exemplo, 15 mil hoverboards teriam sido apreendidos de lojas e usuários devido a preocupações relacionadas à segurança, enquanto companhias aéreas baniram os dispositivos de suas listas de bagagens permitidas devido ao risco de explosão. A cidade de Nova York também já proibiu a utilização das pranchas nas ruas, sob pena de multa, enquanto Londres estuda aplicar uma medida semelhante.

Em comunicado oficial, a Swagway afirmou seguir todas as normas de segurança e se prontificou a trabalhar lado a lado com a Amazon para interromper a venda de hoverboards de baixa qualidade. Ao mesmo tempo, espera também ver seus produtos retornando às prateleiras virtuais antes do Natal, já que como todo produto em alta, é nessa época que são registrados os maiores lucros.

A empresa deu a dica do que pode estar causando todos os problemas, e a culpada é a bateria. Para a Swagway, as células de baixa qualidade utilizadas em hoverboards mais baratos não seriam capazes de suportar a pressão de uso contínuo, principalmente em um equipamento de alto impacto. Sendo assim, elas explodem ou entram em combustão durante o processo de recarga, causando incêndios e danos materiais ou físicos.

Fonte: Business Insider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.