Amazon anuncia crescimento de 22% nas vendas, mas não bate meta do mercado

Por Redação | 29.01.2016 às 10:38

A Amazon teve um grande desempenho no último trimestre de 2015. A empresa de varejo com sede em Seattle relatou que suas vendas líquidas para o período foram de US$ 35,7 bilhões, um aumento de 22% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando conseguiu US$ 29,3 bilhões. A companhia lucrou US$ 1 por ação no período. Apesar do ótimo resultado, os números não foram suficientes para atingir as estimativas dos analistas, que esperavam um ganho de US$ 1,56 por ação e vendas em torno de US$ 35,98 bilhões.

Já o serviço de hospedagem na nuvem, o Amazon Web Services, conseguiu números acima do esperado. O AWS cresceu 69% no período, para US$ 2,4 bilhões, superando as expectativas do mercado de US$ 2,38 bilhões. Foi registrado um lucro operacional de US$ 687 milhões para o AWS, bem acima dos US$ 240 milhões do quarto trimestre do ano passado. O AWS é considerado um dos setores da empresa que normalmente não gera grandes lucros, algo que está sendo alterado com os números cada vez mais acentuados.

Assim como a Apple, a Amazon explicou os efeitos negativos das flutuações das taxas de câmbio em seu negócio. De acordo com a empresa, cerca de "US$ 1,2 bilhão foi o impacto desfavorável das taxas de câmbio ao longo do trimestre". A América do Norte continua sendo o principal mercado da empresa, registrando vendas líquidas de US$ 21,5 bilhões, bastante acima dos US$ 17,33 bilhões do quarto trimestre de 2014. As vendas internacionais também cresceram, passando de US$ 10,5 bilhões em 2014 para US$ 11,8 bilhões.

O quarto trimestre da Amazon é sempre um período bastante aguardado pela empresa, tendo em vista que abrange a temporada de festas de fim de ano. A divisão de varejo da empresa ainda é responsável por mais de 90% de seus negócios e é amplamente beneficiada pela época de fim de ano. A empresa informou que no fim de semana de Ação de Graças as vendas de seus dispositivos proprietários, como Eco, tablets Fire e Fire TV, foram três vezes superiores no comparativo ano a ano.

A Amazon também detalhou que as adesões ao serviço pago do Prime aumentaram 51%. O serviço possibilita que os consumidores tenham regalias da empresa, como catálogo de produtos ampliado, streaming de vídeo e frete grátis para compras realizadas no e-commerce da empresa.

Via TechCrunch

Fonte: http://techcrunch.com/2016/01/28/amazon-tanks-11-after-reporting-strong-q4-miss-with-1-00-eps-35-7b-net-sales/?ncid=rss