Amazon anuncia construção de fazenda eólica na Carolina do Norte

Por Redação | 16.07.2015 às 08:22

A Amazon anunciou planos de construir uma fazenda eólica no estado da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, para gerar energia para seus centros de computação em nuvem. O projeto foi firmado em parceria com o grupo espanhol Iberdrola, conhecido como um dos maiores produtores de energia renovável do mundo. As operações devem iniciar apenas em dezembro de 2016.

O parque deverá ter 84 km² e contar com 104 turbinas eólicas, que serão implantadas nos condados de Perquimans e Pasquotank. A empresa afirma que a geração de energia deve ficar em torno de 670 mil megawatts-hora (MWh), o que é suficiente para abastecer mais de 61 mil casas em um ano.

Batizado de Amazon Wind Farm US Eats, o projeto faz referência à costa leste dos Estados Unidos, local onde está um desses centros, mais precisamente na Virgínia, estado vizinho da Carolina do Norte. Também estão em construção duas outras fazendas: uma solar na Virgínia e outra eólica em Indiana. Juntas, elas vão alimentar redes elétricas responsáveis pelo abastecimento dos centros de dados atuais e futuros da Amazon Web Service Cloud.

A Carolina do Norte é uma das melhores fontes de energia eólica dos Estados Unidos e a Amazon estudou o projeto por anos para tentar superar dificuldades, como a oposição ao projeto em áreas turísticas, interferência em trajetórias de voos militares e até mesmo o risco de atrapalhar rotas migratórias de pássaros. Um grupo com vários funcionários se dedicará em tempo integral para administrar o projeto e outros 250 trabalhadores deverão participar da construção.

O plano da Amazon faz parte de uma meta corporativa de sustentabilidade energética. No ano passado, em novembro, a empresa anunciou um compromisso de longo prazo em "utilizar 100% energia renovável na infraestrutura da Amazon Web Service".

Em abril deste ano, a companhia prometeu que, até o final de 2016, ao menos 40% da energia consumida pela AWS seja de fontes renováveis. A AWS afirmou também que está pesquisando o uso das baterias Powerwall da Tesla.

Em comunicado oficial, Jerry Hunter, vice-presidente de Infraestrutura no AWS, disse que a companhia vai continuar encorajando os seus parceiros governamentais na ampliação de incentivos fiscais que tornam os projetos de energia renovável mais viáveis e aptos para serem colocados em prática.

Fonte: INFO, The News & Observer