Alphabet fecha parceria com a Avis para gerenciar frota de carros autônomos

Por Redação | 27.06.2017 às 12:59

A Waymo, uma das subsidiárias da Alphabet – da qual a Google também faz parte – anunciou uma parceria com a Avis para gerenciamento de sua frota de carros autônomos. Em breve, as minivans que dirigem sozinhas passarão a receber serviços de manutenção e armazenamento pelas mãos de funcionários da empresa de aluguel de carros.

Os detalhes sobre o negócio são escassos, assim como parece ser estreito o acordo entre elas. A Waymo entregará à parceira um total de 600 veículos Chrysler Pacifica, fruto de sua parceria com a montadora, enquanto a Avis cuidará do armazenamento deles e manutenção, com serviços de limpeza, troca de óleo, rodízio de pneus e outras tarefas básicas para mantê-los sempre em bom estado.

Ao contrário do que se pode imaginar, o acordo não inclui o aluguel das minivans por meio das estruturas da Avis. A ideia de que essa é uma parceria com duração de pelo menos alguns anos, entretanto, pode dar a entender que essa é uma novidade que deve surgir em breve, uma vez que os veículos autônomos estejam em condições de uso pelo público em geral.

A escolha pela cidade de Phoenix, no estado do Arizona, também não acontece por acaso. É lá que a Waymo vem experimentando com as minivans da Chrysler, em testes, inclusive, abertos para o público e voltados para o uso cotidiano dos carros que se dirigem sozinhos. Eles seguem de forma autônoma pelo máximo de tempo possível, mas, claro, contam com engenheiros da empresa atrás do volante para assessorar os usuários e assumir o controle em qualquer eventualidade.

A noção de que a parceria poderia se expandir para um acordo ainda maior, entretanto, já foi suficiente para animar o mercado. O anúncio da parceria já levou a um aumento de quase 14% nas ações do serviço de aluguel de carros, pela noção de que esse acordo pode acabar se expandindo bem em breve.

A própria Avis mostrou interesse nisso, e seu diretor de marketing, Scott Deaver, ao comentar a parceria, disse estar à disposição da Alphabet para novas negociações. Levando em conta a presença global de uma com a base tecnológica de outra, novos acordos acabam sendo extremamente vantajosos para ambos.

De um lado, temos a Waymo, que, apesar de estar na vanguarda da pesquisa com carros autônomos e contar com alianças com diversas montadoras, ainda não possui uma base de clientes. De outro, a Avis ainda não tem nenhuma parceira para colocação de veículos que se dirigem sozinhos nas ruas, mas conta com 11 mil unidades próprias ao redor do mundo, além de um serviço online de aluguel com mais de um milhão de usuários cadastrados. A ideia de uma união maior, então, deve ser mais do que uma possibilidade no horizonte.

Fonte: The New York Times