Airbnb contrata ex-prefeitos para lidar com restrições governamentais

Por Redação | 25 de Julho de 2016 às 11h29
photo_camera Divulgação

O Airbnb, empresa de serviço online de reservas e anúncios de acomodações, anunciou a criação de uma equipe de ex-prefeitos que terá a missão de ajudar a empresa a lidar melhor com os desafios impostos por governos de todo o mundo. O conselho consultivo será composto inicialmente por quatro ex-prefeitos, incluindo Annise Parker (ex-prefeita de Houston), Michael Nutter (ex-prefeito da Filadélfia), Francesco Rutelli (ex-prefeito de Roma) e Stephen Yarwood (ex-prefeito de Adelaide, na Austrália).

A empresa espera acrescentar mais prefeitos ao conselho, "especialmente da Ásia, América Latina e outras regiões". Desde que a Airbnb começou a crescer significativamente em todo o mundo, diversos problemas relacionados a questões legais com governos municipais começaram a surgir. Geralmente, os empecilhos estão ligados a forma com que o serviço é oferecido, os preços praticados e os impostos. A mais recente disputada da empresa aconteceu no Estado de Nova York, quando uma lei foi promulgada para proibir o serviço de publicidade de apartamentos desocupados para aluguel de curto prazo. Um porta voz da Airbnb afirmou estar desapontado com a decisão, mas não surpreso.

Na esperança de contornar quaisquer desentendimentos com os governos municipais, a Airbnb procura chegar a um acordo em relação às suas práticas de negócios. Na semana passada, senadores nos Estados Unidos afirmaram que tentarão "elevar as questões a nível nacional". As autoridades enviaram uma carta à Comissão de Comércio Federal pedindo que a indústria seja regulamentada.

No mês passado, os atuais prefeitos de Paris, Nova York, Seul e outras cidades começaram a trabalhar em conjunto para introduzir um livro de regras para lidar com empresas de serviços tecnológicos, como Airbnb e Uber.

Christopher Nulty, porta-voz da empresa, disse que os ex-prefeitos contratados para o conselho consultivo serão remunerados e se reunirão trimestralmente, servindo como embaixadores e consultores da empresa para problemas específicos. Em comunicado, a empresa afirmou que eles irão "rever as políticas do Airbnb, fornecer feedback sobre os próximos produtos e iniciativas do Airbnb e fornecer informações valiosas sobre as maiores cidades do mundo".

Via Digital Trends, Bloomberg

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.