Agência de fiscalização de Cingapura investiga venda de Uber para a rival Grab

Por Stephanie Kohn | 30 de Março de 2018 às 09h31
Tudo sobre

Uber

A agência de fiscalização de Cingapura disse nesta sexta-feira (30) que tem motivos para suspeitar que a concorrência foi violada no acordo firmado entre o Uber e a companhia de transportes Grab.

A Comissão de Concorrência do país iniciou uma investigação sobre a transação e propôs medidas provisórias que exigirão que a Uber e a Grab mantenham suas políticas de precificação fixadas antes da transação.

A Uber e a Grab anunciaram o acordo na segunda-feira, marcando a segunda saída de companhias norte-americadas do mercado asiático. 

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A Grab assumiu os trabalhos do Uber não apenas em Cingapura, mas também em outros sete países: Tailândia, Filipinas, Malásia, Camboja, Indonésia, Mianmar e Vietnã.

Em troca, a Grab passou 27,5% de suas ações para a Uber e agora conta com o CEO da empresa norte-americana, Dara Khosrowshashi, como membro de sua diretoria. Esta é uma forma de o Uber manter um pezinho na região mesmo sem operação própria, uma vez que o território asiático tem se mostrado desafiador.

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.