Aeroporto de Guarulhos possui data center capaz de armazenar 170 TB de dados

Por Redação | 08 de Junho de 2016 às 21h39
photo_camera Divulgação

O maior aeroporto da América Latina já guarda mais que o dobro da capacidade de informações prevista em sua concepção inicial. Estamos falando do Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, que armazena o equivalente a 170 TB, ante os 50 TB do ambiente desenhado no projeto original.

O GRU Airpoit decidiu implementar seus servidores a partir da percepção sobre a importância da TI. Foi então que o aeroporto abriu um processo de licitação para escolher o melhor fornecedor para modernizar o data center e a plataforma de atendimento aos clientes. Após analisar propostas dos principais provedores do mercado, a administração do aeroporto escolheu a Dell. Entre os fatores que mais pesaram na decisão foram a possibilidade de ter um único ponto de contato para a implementação de toda a infraestrutura do data center, assim como a qualidade de atendimento, implementação e suporte fornecidos pela Dell.

O novo data center foi desenhado 100% baseado em soluções Dell, com uma estrutura modular baseada em servidores blade Dell PowerEdge, storage Dell Compellent SC8000 – para armazenamento de alta performance – e Dell PowerVault TL200, além do appliance de backup Dell DR4000. Segundo Emerson Thomazini, coordenador de infraestrutura do GRU Airport, um dos segredos do sucesso da instalação do data center foram os serviços de implementação e de suporte (ProSupport Missão Crítica) fornecidos pela Dell.

O data center é apenas uma de várias ideias tecnológicas pensadas para melhorar o funcionamento do Aeroporto de Guarulhos, que recebe cerca de 39 milhões de pessoas por ano e opera 810 voos diários. Além dos servidores da Dell, o projeto inclui a modernização e padronização dos equipamentos para atendimento dos passageiros, garantindo disponibilidade, confiabilidade e escalabilidade para demandas futuras. A Dell também foi a responsável pelo serviço de suporte para soluções de hardware e software.

"No aeroporto, a tecnologia está em tudo o que a gente vê. A partir do momento que uma aeronave toca o solo, ela passa a ser responsabilidade nossa. É a tecnologia que coloca o avião no finger correto, que aloca os recursos necessários de acordo com o número de passageiros e tipo de aeronave. A tecnologia também fornece informações aos passageiros, incluindo horários dos voos, e é essencial para a operação do sistema aeroportuário como um todo", disse Thomazini.

Fonte: Convergência Digital

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.