Bloqueadores de propagandas podem causar prejuízo de US$ 27 bilhões até 2020

Por Redação | 11 de Maio de 2016 às 13h30

Quem investe em publicidade digital tem um caminho difícil pela frente. De acordo com um novo estudo da empresa de marketing Juniper Research, são esperadas perdas de bilhões de dólares em lucro nos próximos quatro anos. O principal culpado? As ferramentas de bloqueio de propaganda.

A publicidade digital cresceu de mãos dadas com a internet, mas o crescimento de usuários da internet aliado à preocupação com privacidade acabou tornando a publicidade digital um incômodo, o que aumentou a popularidade dos chamados "ad blocks". Os bloqueadores de propagandas estão disponíveis para diferentes navegadores por meio da instalações de extensões e até os dispositivos móveis já têm acesso a este tipo de ferramenta.

Para surpresa dos investidores, até a Apple incluiu um bloqueador de propagando por padrão no iOS9. As operadoras de celular também já estão desenvolvendo maneiras de bloquear as propagandas antes mesmo de elas chegarem aos usuários. Todos estes fatores combinados podem levar a perdas significativas de U$ 27 bilhões até 2020.

O Google, um dos pioneiros a apostar na modalidade de publicidade digital, tem tudo para ser um dos grandes prejudicados, mas a rival Microsoft não deve passar longe disso. O Bing, ferramenta de busca da empresa de Redmond, está se tornando uma grande fonte de lucro e o dinheiro vem em grande parte das propagandas. Apesar de ainda estar longe de incomodar o motor de buscas do Google, ele ocupa de forma confortável o segundo lugar e deve continuar crescendo pelos próximos anos.

Este crescimento do Bing pode ser atribuído principalmente à popularidade do Windows 10, já que o sistema de buscas do sistema operacional é baseado em grande parte no motor de busca da Microsoft. Nem o Microsoft Edge está livre dos ad block, noticiamos aqui no Canaltech que extensões que bloqueiam propagandas já estão disponíveis para download nas versões de teste do navegador.

As empresas de propaganda já estão à procura de novas maneira para lidar com os problemas e as mudanças de mercado que devem ocorrer já nos próximos anos. A Microsoft, Bing e demais plataformas de propaganda digital têm um futuro desafiador pela frente.

Via: Win Beta

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.