Ações da Microsoft atingem valor mais alto desde 2000

Por Redação | 23 de Outubro de 2015 às 12h33

Na última quinta-feira (22), a Microsoft finalmente viu suas ações na NASDAQ atingirem o valor mais alto desde 31 de março de 2000, quando o preço dos papéis da companhia caiu 14% e não se recuperou durante estes 15 anos.

A queda nos anos 2000 aconteceu devido a um problema da empresa de Redmond com o governo dos Estados Unidos. Na ocasião, a Microsoft estava sendo acusada pelo governo norte-americano de violar a lei antitruste.

No dia 3 de abril de 2000, o juiz Thomas Penfield Jackson bateu o martelo e a empresa de Bill Gates foi condenada por manter seu poder de monopólio por meios anticompetitivos e por tentar monopolizar o mercado de programas para navegação na Internet.

O impacto da decisão judicial foi imediato e o pior cenário foi visto na NASDAQ, onde o índice despencou 348 pontos (7,62%) e as ações da Microsoft perderam US$ 15,4 (uma queda de 14,47%) apenas no dia do anúncio da sentença.

A virada desta semana foi atribuída ao novo relatório trimestral de lucros da empresa, que superou as expectativas de Wall Street, juntamente com o crescimento constante em suas áreas de negócio relacionadas à nuvem. As ações da Microsoft subiram quase 8% na quinta-feira, elevando seu valor para US$ 51,89.

Confira o gráfico de ações da Microsoft desde março de 2000 até hoje:

Gráfico ações Microsoft

Via Business Insider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.