Ação judicial pede que Apple pague US$ 5 milhões por travar iPhones com o iOS 9

Por Redação | 30.12.2015 às 11:55
photo_camera Reprodução

A Apple se tornou alvo de uma ação judicial coletiva que pede US$ 5 milhões em danos resultantes de práticas comerciais enganosas e falsa propaganda. Os autores do processo alegam que seus iPhones 4s foram afetados negativamente após a atualização para o iOS 9.

De acordo com os usuários, os smartphones mais antigos da Maçã ficaram "significativamente mais lentos" após o update, que "interferiu no uso normal do dispositivo". Ainda de acordo com o documento, os autores foram forçados a viver com um smartphone "lento e cheio de erros" que "atrapalhava a vida cotidiana" ou desembolsar centenas de dólares para comprar um novo iPhone.

O processo, que conta com mais de 100 membros, prossegue afirmando que a Apple, através de "testes internos ou outros meios", estava completamente ciente do impacto negativo do iOS 9 sobre a funcionalidade do iPhone 4s. Apesar deste conhecimento, a empresa divulgou uma ampla campanha de marketing dizendo que o novo sistema operacional oferecia mais segurança, maior duração de bateria e outras características atraentes. Além disso, a campanha publicitária, o site da empresa e o update do iOS não alertaram os proprietários de dispositivos mais antigos, especificamente do iPhone 4s, que eles estavam suscetíveis a problemas de compatibilidade.

A empresa da Maçã já enfrentou acusações semelhantes em 2011, quando reclamantes de uma ação coletiva alegaram que o iOS 4 transformou os iPhones 3G em "tijolos". O caso foi encerrado um ano depois, quando o juiz responsável alegou que a atualização não era um "bem ou serviço" e rejeitou as alegações de publicidade e práticas comerciais enganosas. Apesar disso, o tema da obsolescência planejada continua a surgir em quase todas as atualizações significativas lançadas pela Apple.

Via Apple Insider