Em entrevista, Zuckerberg detalha seu plano de levar internet para todo o mundo

Por Redação | 05 de Dezembro de 2014 às 12h39

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, detalhou o seu plano de levar o acesso à Internet a todos os lugares do mundo, incluindo as localidades mais remotas e com baixa infraestrutura. Em entrevista ao jornalista Lev Grossman, que escreveu um extenso artigo sobre o tema para a revista Time, Zuckerberg falou sobre o Internet.org e como pretende usar dispositivos móveis para levar internet para 4,8 bilhões de pessoas em todo o mundo.

Os planos podem parecer ousados demais, mas Zuckerberg confessa que ajuda o fato de ter o apoio de empresas como Ericsson, Mediatek, Nokia, Qualcomm, Samsung e Opera e equipamentos sofisticados como drones e satélites para transmitir sinal às regiões mais remotas do mundo.

Questionado sobre os custos de toda essa operação e se isso poderia trazer prejuízo para a empresa, o criador da mais popular rede social do mundo disse acreditar que, no futuro, o projeto pode se tornar rentável. "Mesmo que não exista um caminho claro que podemos ver até onde isso vai ser algo proveitoso para nós, eu acho que se você fizer coisas boas para as pessoas no mundo, isso volta e você se beneficia disso ao longo do tempo", explicou.

Zuckerberg citou como exemplo a Coca-Cola, que é conhecida como uma empresa que expande seus negócios para além do seu mercado e às vezes tem prejuízos com investimentos para só depois ter retornos maiores.

Mark Zuckerberg na revista Time

Além disso, ele citou um fato descoberto pela equipe do Internet.org, que se deu conta de que a maior parte do trabalho já estava feita. Isso porque aproximadamente 85% das pessoas já teriam condições de acessar a internet ao menos através de uma antena de telefonia móvel com rede 2G.

Além do projeto para levar internet para todo mundo, Zuck confirmou que está desenvolvendo um aplicativo gratuito que oferece conteúdo para os países em desenvolvimento, como a Zâmbia, Tanzânia e Paraguai e que tudo seria abastecido por informações vindas do AccuWeather, Google, Wikipedia e, claro, Facebook.

Fonte: http://www.businessinsider.com/mark-zuckerberg-explains-how-internetorg-could-help-facebook-2014-12

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.