Windows in the Car é a aposta da Microsoft para o mercado automobilístico

Por Redação | 07 de Abril de 2014 às 11h51
photo_camera Divulgação

A integração entre todos os sistemas da Microsoft está prestes a ganhar mais uma fase. Durante a Build, sua conferência dedicada aos desenvolvedores que aconteceu entre os dias 2 e 4 deste mês, a empresa revelou já estar trabalhando em uma versão do Windows para o mercado automotivo. Segundo ela, o sistema trará funções multimídia, entretenimento e aplicativos utilitários para os painéis dos carros.

A sincronização, claro, é feita com celulares que também rodam o sistema operacional da Microsoft e a interface é semelhante àquela vista em todos os produtos da empresa. Itens de série, como a leitura de mensagens e a realização de ligações por meio do comando de voz fazem parte do pacote. Além disso, serviços proprietários como o Xbox Music ou aplicativos de terceiros, como o Pandora e o TuneIn, também farão parte da nova empreitada.

O projeto se chama Windows in the Car e tem boa parte de seu funcionamento baseado no GPS, exibindo informações como limites de velocidade logo na tela principal. Com o tempo, a Microsoft também espera criar versões de seus aplicativos mobile para o sistema automotivo, bem como ver o mesmo acontecendo pelas mãos de seus desenvolvedores parceiros.

Os testes que já estão sendo realizados tiveram a usabilidade como foco principal, já que a utilização de sistemas no carro parece ser algo já dominado pela empresa. Sendo assim, a Microsoft utilizou simuladores e rastreamento ocular para mensurar a forma como os usuários interagem com a tela disponível no carro. Pistas de corrida reais também foram usadas para experimentos mais reais e em situações de direção efetiva.

Por enquanto ainda não há previsão de lançamento do Windows in the Car, mas a série de imagens mostra que podemos estar bem próximos disso, já que o sistema parece estar perto de ser finalizado. Esse seria mais um passo da Microsoft rumo à integração de seus sistemas e soluções em outros dispositivos que não são computadores ou dispositivos móveis, além de representar a resposta da empresa às soluções semelhantes já apresentadas pela concorrente Apple.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.