Vendas do Lumia auxiliam Nokia a reerguer-se no mercado e ter esperanças

Por Redação | 10 de Janeiro de 2013 às 16h03

O desempenho da Nokia no quarto trimestre de 2012 superou as previsões dos analistas e indica uma recuperação da empresa. Nesta quinta-feira (10), a companhia finlandesa divulgou resultados financeiros preliminares do trimestre fiscal encerrado em dezembro, afirmando que sua divisão de dispositivos móveis teve resultados positivos e muito além do estimado (embora ainda abaixo do mesmo período de 2011). As informações são da CNET.

A empresa informou que a divisão móvel vendeu, ao todo, 86,3 milhões de unidades de dispositivos. Os dispositivos Lumia, equipados com Windows Phone, foram responsáveis pela venda de 4,4 milhões de unidades, e os produtos da linha Asha totalizaram 9,3 milhões de unidades vendidas no período em todo o mundo.

"Estamos muito satisfeitos pelo fato de o quarto trimestre de 2012 ter sido um período sólido, no qual superamos as expectativas e entregamos rentabilidade subjacente na divisão de dispositivos e serviços e rentabilidade de base na Nokia Siemens Networks", afirmou em nota Stephen Elop, CEO da Nokia. "Estamos focados em nossas prioridades e, como resultado, vendemos um total de 14 milhões de smartphones Asha e Lumia, enquanto administramos nossos custos de forma eficiente; a Nokia Siemens Network entregou um trimestre muito bom".

Nokia Lumia

Reprodução: CNET

Como são dados preliminares, a Nokia não revelou os seus rendimentos financeiros corretos do quarto trimestre – a empresa deverá anunciar oficialmente seus resultados no dia 24 de janeiro. A companhia estima que seus rendimentos líquidos no trimestre com vendas de dispositivos atingiram a marca de US$ 5,1 bilhões (R$ 10 bilhões). Porém, mesmo com a alta das vendas, a divisão de dispositivos e serviços ficou abaixo dos 7,9 bilhões de dólares (R$ 16 bilhões) referentes ao último trimestre de 2011.

As notícias positivas também movimentaram a Bolsa de Valores no pregão de hoje (10), com as ações da Nokia tendo subido 17,6% e passando a valer US$ 4,41 (R$ 8,98). Os resultados fizeram com que os investidores recuperassem suas esperanças na empresa finlandesa, que tem enfrentado sérios problemas para se manter competitiva no mercado móvel.

Apesar das vendas, o futuro da Nokia ainda é incerto. A empresa também afirmou que acredita que sua margem de lucros operacionais no primeiro trimestre de 2013 pode cair cerca de dois pontos percentuais em comparação ao quarto trimestre de 2012, e pretende lançar programas de redução de custo e de reestruturação do setor de dipositivos e serviços. Devido à forte concorrência, a Nokia acredita que terá um caminho tortuoso a ser percorrido, o que pode afetar a empresa negativamente.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.