Venda de PCs em março foi a pior dos últimos anos

Por Redação | 19 de Maio de 2014 às 07h58
Copyright: wavebreakmedia

Foto:wavebreakmedia/Shutterstock

Que a alta procura pelos dispositivos móveis vem diminuindo a venda dos computadores tradicionais, os desktops e notebooks, isso já é de conhecimento de todo mundo. O que muitos não esperavam é a queda brusca do número de PCs comercializados em 2014, principalmente em março: o mercado brasileiro registrou os piores números de venda das máquinas em comparação com as últimas temporadas. A baixa foi de 37% em relação ao ano passado.

Os dados foram divulgados na última sexta-feira (16) no IDC Brazil Monthly PC Tracker, relatório mensal de vendas de PCs da International Data Corporation (IDC), empresa especializada em pesquisa em inteligência de mercado, serviços de consultoria e conferências com as indústrias de Tecnologia da Informação e Telecomunicações.

Segundo o levantamento, as vendas de PCs em fevereiro foram até superiores que as do ano passado, com alta de 16%, e chegou a animar os lojistas. Mas, em março, foram comercializadas apenas 915 mil máquinas, entre desktops e notebooks.

Assista Agora: Saiba quais são os 5 maiores problemas das empresas brasileiras e comece 2019 em uma realidade completamente diferente.

“Embora não tão acentuada, já era esperada uma queda nas vendas de computadores no primeiro trimestre. Historicamente, em anos de Copa do Mundo, o segmento varejista volta suas atenções para a venda de TVs. Considerando ainda as vendas de outros dispositivos como tablets e smartphones e o cenário econômico modesto, o mercado de PCs sofreu um grande impacto”, explica Pedro Hagge, analista de mercado da IDC Brasil.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.