Veja o Project Tango em funcionamento nas mãos de desenvolvedores

Por Redação | 21.03.2014 às 17:35

O Project Tango, híbrido de celular com aparelho de modelagem de ambientes em três dimensões, saiu das mãos do Google nesta semana para chegar às de desenvolvedores parceiros. E, claro, com isso, uma série de novidades sobre o aparelho começa a aparecer na internet, apesar de todos ainda estarem longe de imaginar seu uso na prática.

Logo de início, as primeiras informações falavam sobre o aparelho em si e seu conjunto de sensores, responsáveis pelo trabalho de mapeamento. Conforme explica o Phone Arena, o Project Tango vem equipado com quatro deles: uma câmera comum, com 4 MP, na parte traseira; uma segunda câmera com lente “olho de peixe” e ângulo de 180 graus; uma câmera de profundidade que filma em resolução 320 x 180 pixels e cinco quadros por segundos; uma câmera frontal com ângulo de 120 graus.

Todos esses componentes trabalham com o processador para rastrear os movimentos do dispositivo, que vai criando o mapa 3D dos arredores a partir de cada uma das câmeras. O uso principal é óbvio: o mapeamento interno, fortalecendo ainda mais a plataforma Google Maps com plantas do interior de prédios. Além disso, a ferramenta pode ser preciosa para quem trabalha com modelagem 3D ou criação de jogos e animações, por exemplo.

Algumas características que não haviam sido reveladas pelo Google, porém, também aparecem na versão enviada aos desenvolvedores. É o caso de uma visão térmica, que exibe os ambientes mesmo com quase nenhuma luminosidade e é capaz de exibir a temperatura dos objetos que estão diante da câmera.

Por enquanto, o Project Tango não tem nenhuma data ou previsão para chegar ao consumidor comum. Por enquanto, ele é exclusivo da comunidade de desenvolvedores, que não apenas ajuda a encontrar as falhas no sistema do aparelho, como imagina utilidades e aplicativos para aproveitar todo seu potencial.